Acho que antes de se aprofundar mais nos tipos de perfis é importante explicar também uma coisa que percebemos bastante no dia a dia, principalmente quando ficamos frente a frente a uma aeronave.

O assunto no geral é o diedro, que nada mais é que o ângulo de inclinação da asa em relação a um plano horizontal, esse ângulo pode tanto ser positivo como negativo.

Quanto ao comportamento podemos ter 3 tipos de comportamentos possíveis, graça aos tipos de configuração para o ângulo da asa, entre eles o positivo (como já foi dito), o negativo e o neutro que também é conhecido como asa reta.

Equilibrio

Um diedro caracterizado por ângulo positivo tem como influência no comportamento a estabilidade lateral da aeronave, graças a teoria do autonivelamento. Ok, mas e como isso influencia no voo?

Basicamente quando a aeronave está nivelada a força lateral de sustentação e a que empurra a aeronave para cima estão agindo por igual, quando há alguma mudança na angulação as forças já começam a agir de maneira diferente, sendo que a asa que se aproxima do ângulo zero em relação ao plano horizontal geral um torque na fuselagem que a faz voltar a posição normal de voo planado. Isso tudo como foi explicado é conhecido como voo estável, onde a aeronave sempre tende voltar à neutralidade, mas e como é a configuração instável?

Diedro

Quando o diedro tem ângulo de inclinação negativo ele se torna instável, porque o torque que antes agia para nivelar as asas agora age para piorar o efeito de rolagem, ou seja, se você está fazendo uma curva para direita a tendência da aeronave é piorar ainda mais a angulação da asa para a direita, mesmo que você solte os comandos no manche e deixe os airlerons sem realizar nenhuma ação, isso porque a força de torque que no diedro positivo seria utilizado para compensar e nivelar a aeronave, no diedro negativo ela age de forma intensificar a manobra a qual você está fazendo.

Quando a asa é reta ela é indiferente ao movimento que você realiza, se a curva é para a direita a aeronave tenderá a ficar naquela inclinação a não ser que algo tire ela de seu movimento (como um vento por exemplo).

dihedral

“Ok, eu estou montando um aeromodelo aqui, mas como eu calculo o ângulo de inclinação da asa?”

Isso é fácil, na trigonometria temos uma relação que diz, o seno de tal ângulo é igual ao cateto oposto dividido pela hipotenusa, como na imagem abaixo.

Explica bem o cálculo usando um Tucano.
Explica bem o cálculo usando modelo de asa baixa.

Depois disso é só procurar o ângulo na tabela que está abaixo também, ela te ajudará a perceber o quão suave ou não suave é essa inclinação.

sen_cos_tg

Temos ainda as aeronaves que tem os dois tipos, tanto um diedro negativo como um positivo, como uma aeronave que tem essa configuração está o Corsair.

Também pode ter a combinação de asa reta e com diedro, tanto positivo como negativo.

 

Aeronaves com diedro positivo

Diedro positivo de um 787
Diedro positivo de um 787

Boeing 787

Airbus A380

Cessna 172

 

Aeronaves com diedro negativo

Diedro negativo de um Boeing C-17.
Diedro negativo de um Boeing C-17.

Antonov 225

Boeing C-17

Embraer KC390

 

Aeronaves com Asa Reta

Asa reta de um Gripen.
Asa reta de um Gripen.

MD80

SAAB Gripen

 

Aeronaves polidiedro

Corsairs Over Connecticut
Corsair – Visivelmente tem 2 diedros

Corsair

Observações sobre o uso:

Normalmente em aeronaves de asa baixa ou média é utilizado o ângulo de diedro positivo, pois o mesmo contribui sensivelmente para aumentar a estabilidade lateral da aeronave. Aeronaves de asa alta também podem possuir diedro, porém em muitos casos não é necessário, pois como o CG da aeronave se encontra localizado abaixo da asa, a própria configuração de fixação na fuselagem já proporciona estabilidade à aeronave.

Ângulos de diedro negativo são utilizados em poucos casos e geralmente em aeronaves de asa alta quando a mesma é muito estável como forma de melhorar a controlabilidade da mesma. Não se aconselha o uso de diedro negativo em aeronaves de asa baixa, pois pode ocasionar em uma perda de estabilidade lateral da mesma.

COMPARTILHAR
Pedro Viana

Acadêmico de Engenharia Aerospacial – Editor de foto e vídeo – Fotógrafo – Aeroflap