A Northrop está desenvolvendo nos últimos anos uma aeronave bem estranha aos nossos olhos. De acordo com a fabricante o programa Tern procura desenvolver um avião autônomo (não tripulado) de vigilância e reconhecimento de inteligência avançada, e para isso a Northrop está usando alguns conceitos de aviação para fazer algo no mínimo estranho.

O conceito Tern promete trazer velocidade, autonomia de operação, segurança e eficiência para o setor de aeronaves não tripuladas. A Northrop espera que o novo conceito de motor turboshaft seja capaz de fornecer a eficiência necessária para a aeronave realizar as operações a partir de porta-aviões ou navios-plataforma.

O novo controle de aviônica é capaz de ter uma precisão inigualável para garantir a operação do Tern a partir de pequenas plataformas, de acordo com a Northrop. Por ser um veículo autônomo ele pode voar em missões que duram mais de 24 horas seguidas, ou quase um dia todo de trabalho parando somente para reabastecer.

Foto – Northrop/Reprodução

O Tern também se destaca por sua capacidade de decolar na vertical e realizar um voo normal e nivelado após isso. 

A Northrop já começou a montagem de protótipos, como na foto acima, em dezembro de 2015 a DARPA permitiu que a Northrop avançasse com o projeto de construção de dois protótipos, essa autorização também é chamada de fase 3 de desenvolvimento. Assim eles construirão duas aeronaves de demonstração em escala real, capaz de fazer os testes em solo e demonstrações de lançamentos a partir de bases no mar.

Por enquanto não há um prazo para lançar uma versão pronta para o uso na defesa americana desse conceito.

Foto – Northrop/Reprodução

Veja o vídeo abaixo:

 

COMPARTILHAR
Pedro Viana

Acadêmico de Engenharia Aerospacial – Editor de foto e vídeo – Fotógrafo – Aeroflap