Clima quente é comum no Brasil, muitos lembram dos Electras, que operavam bravamente mesmo com o famoso Rio 40º. Mas nos EUA o verão nem chegou e já está causando contratempos em alguns lugares, nessa semana o Aeroporto de Phoenix (Sky Harbor), no Arizona, chegou a cancelar 40 voos no mesmo dia por conta das altas temperaturas, mas não é qualquer temperatura, são 49º C de puro calor dos Canyons.

A primeira que anunciou o cancelamento de voos foi a American Airlines, que não permitiu a decolagem de aeronaves regionais, o pior ponto foi com os jatos Bombardier CRJ, que não podem operar a mais de 48º C. Os voos cancelados foram programados para decolar entre 15h a 18h nesta terça-feira.

Foto – Phoenix Sky Harbor Airport

A explicação básica porque as aeronaves não podem operar em altas temperaturas é bem simples, e está relacionada ao conceito de expansão dos gases. Com a maior temperatura o ar fica mais rarefeito, se juntar isso ao ar seco do deserto do Arizona nos temos uma combinação não muito boa, o ar rarefeito diminui a eficiência da queima de combustível do motor, afetando diretamente a força de propulsão da aeronave.

Além de diminuir a propulsão, o mais rarefeito também afeta o poder de sustentação da aeronave, por isso a 39 mil pés uma aeronave precisa voar em sua velocidade de cruzeiro, do contrário será fácil a mesma atingir sua velocidade de estol, que é maior nesta condição, comparado com a mesma velocidade de estol em solo.

Foto – Phoenix Sky Harbor Airport

O ar fica ainda mais rarefeito pois o Aeroporto Sky Harbor está a 350 metros de altitude, saindo das condições ISA. 

 

This post is available in: pt-brPortuguês