Foto - Infraero/Reprodução

Na manhã desta quinta-feira (05/04) os aeroportos localizados na TMA Rio de Janeiro, onde fica os aeroportos do Galeão, Santos Dumont e Jacarepaguá, tiveram suas operações afetadas por um defeito no sistema de radar da Força Aérea Brasileira, que coordena o tráfego aéreo em todo país, inclusive no setor de aproximação.

O problema apresentado pelos radares não chegaram a cancelar os voos, mas atrasaram boa parte deles, pois os controladores e a torre dos aeroportos não conseguiram operar com um espaço reduzido de tempo e distância entre as aeronaves, por segurança da navegação aérea.



A Infraero, que administra o Aeroporto Santos Dumont disse que os pousos estão sendo operados com atrasos, mas as partidas não estão sendo afetadas pelo problema nos radares.

Já o Aeroporto Internacional do Galeão, administrado pela concessionária RIOGaleão, ressaltou que desde às 8h20 está operando pousos e decolagens com atrasos.

Em comunicado a concessionária RIOGaleão disse: “O RIOgaleão informa que, em função de uma instabilidade no sistema de visualização de radar na região do Rio de Janeiro, de responsabilidade da Aeronáutica, o Aeroporto Internacional Tom Jobim entrou em operação convencional, que aumenta o intervalo entre pousos e decolagens, desde as 8h17 de hoje (05/04). A concessionária reforçou as equipes de atendimento e segurança nos terminais para informar e orientar os passageiros e acompanhantes. A empresa também está em contato permanente com a Torre de Controle da Aeronáutica aguardando a normalização da operação.”

A Força Aérea Brasileira já está trabalhando para resolver os problemas em seu sistema/infraestrutura, e espera retomar a normalidade até o final do dia.

Alguns voos em outros aeroportos também podem sofrer atrasos, devido ao efeito em cadeia da malha aérea das companhias.