Aeronaves Não categorizado News

Airbus: 2022 é cedo para trazer o A380neo

A380 da Lufthansa taxiando no aeroporto de Leipzige. Foto - Airport Halle/ Leipzig
A380 da Lufthansa taxiando no aeroporto de Leipzige. Foto – Airport Halle/ Leipzig

Depois de o diretor chefe de vendas estimar a chegada do Airbus A380Neo para 2022, o presidente executivo da empresa relatou que talvez 2022 ou 2023 seja muito cedo para lançar tal modelo da aeronave.

O diretor de operações para clientes da Airbus, John Leahy, previu uma estréia serviço A380neo era “inevitável” por “2022 ou 2023”, por conta das fracas encomendas e entregas ultimamente. Porém questionando o presidente executivo da Airbus sobre tal possibilidade de um super jumbo atualizado ele diz que realmente é necessário ter um A380 mais eficiente, mas essa não é a hora ainda de lançar esse tipo de aeronave. “A data de 2022 que você mencionou para mim é muito cedo”, disse Bregier.

Cockpit do Airbus A380.
Cockpit do Airbus A380. – Foto Wikipédia

Recentemente o presidente executivo da Emirates, uma das maiores utilizadoras do A380 pediu a Airbus uma versão remotorizada e esticada da aeronave, que visa melhorar o custo por assento durante a operação da aeronave na frota. Atualmente o A380 se mostra caro de se operar perto de aeronaves como o A350-1000 e o não existente ainda, 777-9X.

Apesar de tudo Bregier não se comprometeu a fazer uma versão esticada e remotorizada do A380, ele diz que no máximo seria uma atualização de produto, que irá readequar o A380 a sua década, porém ele ressaltou que uma versão esticada da aeronave realmente seria importante para as companhias aéreas e principalmente para concorrer com o custo menor do 777-9X. A empresa ainda precisa de uma rodada de negócios antes de ser lançado um programa desse tipo, diz Bregier. Mas ele aceita a conclusão de Leahy que um A380 melhorado está chegando ao mercado em breve.

“É muito importante que o nosso maior cliente da aeronave nos diz:” Você precisa atualizar o seu A380 ‘”, diz Bregier, se referindo a Clark, presidente da Emirates.

Emirates, maior cliente do A380.
Emirates, maior cliente do A380.

O maior problema de mercado do A380 no momento é seu alto custo de aquisição junto com o alto custo de operação, o seu gasto por assento não justifica tal tamanho, e as companhias aéreas ainda encontraram dificuldade de operar ele em determinados aeroportos por causa da sua categoria diferente de aeronaves como o Airbus A350, Boeing 747-400 e 777. Além que seu custo mais alto por assento inviabiliza colocar ele como fixo em rotas com demanda não estável, mas Bregier concorda com isso “As pessoas adoram o A380 como passageiros, mas as companhias aéreas não amam o A380”, diz ele. E ainda complementam “Nosso maior problema é justificar que uma aeronave grande, tem um mercado.”

About the author

Pedro Viana

Pedro Viana

Acadêmico de Engenharia Aerospacial - Editor de foto e vídeo - Fotógrafo - Aeroflap

Newsletter

[newsletter_signup_form id=1]

Facebook

Em busca de hotel?


Share This