O ano de 2016 foi de muitos ajustes para a Airbus, a empresa precisou literalmente correr para fechar a meta de encomendas previstas para o ano, após sofrer diversos atrasos nas entregas do A320neo e do A350XWB no primeiro semestre de 2016.

Tal problema resultou em 111 aeronaves entregues somente no mês de dezembro, mais de 15% do total de entregas no ano (688). O A320neo sofreu complicações com o motor Pratt & Whitney no primeiro semestre de 2016, diversas companhias postergaram suas entregas, deixando dezenas de aeronaves estocadas na Airbus, para contornar isso a fabricante europeia certificou a versão equipada com motores CFM Leap-1A.

A Lufthansa recebeu as primeiras unidades do A320neo. Foto – FRAAirport

Enquanto o A320neo sofria com complicações nos motores, o A350XWB tinha a dificuldade relacionada aos fornecedores, que não estavam cumprindo o prazo determinado para fornecer os acabamentos do interior da aeronave. Cerca de 390 aeronaves foram entregues de julho a dezembro, 30% a mais do que no primeiro semestre.

Fabrice Bregier, presidente do setor de aeronaves comerciais da Airbus, relatou que a empresa não espera passar por uma situação parecida, trabalhando com carga total em dezembro para conseguir cumprir a meta de entregas.

Bregier também abordou sobre o nível de maturidade do programa A320neo e A350XWB, que dará para a Airbus uma tranquilidade para padronizar a taxa de entrega durante todo 2017. O executivo também destaca a meta de entregas quase atingida pela Airbus, no início de 2016 a empresa disse que ia entregar 50 aeronaves A350XWB, no final do ano contabilizou 49 aeronaves desse modelo entregues.

Foto – Airbus Media

 

 

 

Para isso a Airbus deu um impulso em dezembro e entregou quatro A350-900 para a Singapore Airlines e três a Cathay Pacific, um par para a AerCap e uma aeronave para a LATAM Brasil, que chegou anos últimos dias de 2016. Além disso duas unidades foram entregues para a China Airlines, uma para a Lufthansa, Qatar Airways e Vietnam Airlines.

Cerca de 60 aeronaves A320neos foram entregues no segundo semestre, incluindo 25 só em dezembro. No primeiro semestre de 2016 a Airbus entregou somente 8 aeronaves desse modelo. Em 2016 a Airbus perdeu para a Boeing em número de entregas, em boa parte pela transição entre as famílias de aeronaves, a qual gerou dificuldades no processo produtivo, porém a Airbus ganhou em número de encomendas. (clique aqui para ver o relatório completo)

 

Fonte – FlightGlobal

COMPARTILHAR