A Airbus Helicopters entregou 418 helicópteros em 2016, um aumento de 5% em relação ao ano de 2015. Em 2016, as encomendas incluíram 188 encomendas de helicópteros de categoria leve e motor simples, 163 encomendas para os modelos H135/H145 e 23 para a família Super Puma.

No final de 2016, o total de encomendas da fabricante era de 766 helicópteros, suficiente para manter a produção por quase 2 anos caso a taxa de produção seja mantida.

“Para a indústria de helicópteros como um todo, 2016 foi provavelmente o ano mais difícil da última década. Apesar deste ambiente de mercado desafiador, entregamos nossos objetivos operacionais e prosseguimos com a execução do nosso plano de transformação “, disse Guillaume Faury, diretor executivo da Airbus Helicopters.

Os destaques de 2016 incluíram o sucesso em campanhas militares para o H225M, que foi selecionado por Cingapura e Kuwait. A família H135/H145 foi selecionada no Reino Unido para treinamento de voo militar. No ano passado também foram realizadas as primeiras entregas do novo helicóptero naval AS565 MBe Panther para o México e Indonésia, além do primeiro voo do NH90 Sea Lion para a Marinha Alemã.

No lado civil, o primeiro helicóptero H175 em configuração VIP entrou em serviço em 2016, enquanto a variante de serviços públicos começou testes de voo antes da certificação em 2017. Um consórcio chinês assinou uma ordem para 100 helicópteros H135s a serem montados nos próximos dez anos.

A certificação da versão equipada com Helionix do H135 foi concedida pela EASA em novembro, enquanto as atividades de testes de voo do H160 da próxima geração continuaram a um ritmo constante ao longo do ano, abrindo o caminho para a assinatura das primeiras encomendas firmes em 2017.

A frota global de helicópteros finalizou 2016 com 12000 helicópteros da Airbus em serviço, todas essas aeronaves atingiram 90 milhões de horas de voo.

COMPARTILHAR