PAS_2015_day_4_flight_demo_A350_XWB_landing
A350XWB durante a Paris Air Show de 2015.

A Airbus anunciou seus números de 2015 a partir de uma conferência realizada em Paris, incluindo dados gerais sobre encomendas, entregas e clientes da companhia. No total em 2015, foi entregue pela a Airbus 635 aeronaves para 85 clientes, números ainda abaixo do divulgado pela Boeing para o mesmo ano. As principais aeronaves entregues pela Airbus são o A320 com 491 entregas, o A330 na segunda posição com 103 aeronaves fabricadas e entregues e o A380 com 27 unidades. O A350XWB só foram entregues 14 unidades dele, sendo uma para a TAM Airlines, já o A320Neo foi vítima do cancelamento de sua entrega para o cliente lançador ainda em 2015.

Em encomendas o A320neo liderou a lista da Airbus permitindo a fabricante européia ultrapassar a Boeing nos números apresentados com 1036 pedidos fixos de 53 clientes, sendo 897 aeronaves de corredor único (Família A320ceo e A320neo) e 139 widebody (incluindo o A380, A350, A330neo e A330). Esse número de pedidos é capaz de sustentar a linha de produção da Airbus por até 15 anos partindo de 2016.

De acordo com Fabrice Brégier, presidente e CEO da Airbus, “Este desempenho comercial e industrial de forma inequívoca prova que a demanda global por nossa aeronave permaneceu resiliente.” Ele acrescenta: “Em 2015 a Airbus também estabeleceu bases sólidas para o futuro, aumentando a capacidade e variedade de a aeronave que podemos oferecer aos nossos clientes. ”

A Airbus planeja expandir sua capacidade de entrega para a família A320neo através da inauguração de uma nova fábrica em Alabama nos EUA, realizada em setembro de 2015, a planta de montagem final é capaz de entregar de 40 a 50 aeronaves por ano inicialmente. Também em 2015 a Airbus começou os preparativos na unidade de Tianjin na China, para receber a linha de montagem do A330neo. A fabricante finalizou o ano passado com empregando cerca de 55 mil pessoas, e com vendas de 16,300 aeronaves para cerca de 400 clientes em todo o mundo, além da certificação do Airbus A320neo pela FAA e EASA.

Em 2015 também foi desenvolvido algumas aeronaves especiais, como o Beluga XL que iniciou a fabricação de seus componentes, assim como o A330neo que já está a caminho para a montagem de sua primeira unidade. Além disso a Airbus iniciou o desenvolvimento de 3 novas variantes  a versão de longo alcance do A321neo que irá oferecer verdadeira aeronave transatlântica; a versão regional do A330, que é otimizada para acomodar até 400 passageiros em missões de range curto; e a versão do A350-900XWB, capaz de vôos com até 19 horas de duração. Ao contrário do resto da linha a fabricante européia amargou com um problema nos motores PW1100G que equipam o A320neo e também com as poucas encomendas para o A380, no total só 3 aeronaves do tipo em 2015.

COMPARTILHAR
Pedro Viana
Acadêmico de Engenharia Aerospacial - Editor de foto e vídeo - Fotógrafo - Aeroflap