Airbus-A320neo-VMU_tests

A fabricante européia, Airbus, anunciou que já tem prévias soluções para o problema envolvendo o motor Pratt & Whitney PW1100G, que equipa sua nova aeronave de corredor único, A320neo. De acordo com as expectativas da empresa será possível realizar a primeira entrega do novo jato até o final de janeiro, totalizando um adiamento de 1 mês desde a data prevista.

A Airbus obteu o certificado de tipo do A320neo em novembro de 2015 pela FAA e EASA (EUA e União Européia), porém um pequeno problema no eixo do motor estava comprometendo temporariamente o uso da aeronave. O problema surge principalmente quando o motor é submetido à um arranque a frio entre 1 hora e meia à 2 horas de inatividade do motor, prazo normal que uma companhia pode utilizar a aeronave de um voo para o outro, a causa principal seria uma diferença de dilatação no eixo do motor.

Em detalhe, motor Pratt & Whitney equipando um Airbus A320neo.
Em detalhe, motor Pratt & Whitney equipando um Airbus A320neo.

A fabricante do motor, Pratt & Whitney, prometeu uma solução na parte de peças para o primeiro trimestre de 2016, por enquanto ela lançou um procedimento que deve ser realizado para contornar o problema e correções na parte de software da aeronave. Um dos procedimentos é manter o motor em marcha lenta (idle) por 3 minutos antes de acionar os injetores de combustível.

As correções temporárias da PW causaram o adiamento por parte da Qatar e Lufthansa e inclusive a troca momentânea da cliente de lançamento do modelo, a Qatar se incomodou com os procedimentos e a Lufthansa aceitou ser a cliente de lançadora do A320neo. Por enquanto a Airbus não revela qual será o primeiro a receber a nova aeronave depois da correção definitiva anunciada.

O presidente e chefe executivo da Airbus, Fabrice Brégier também afirmou que a produção do A320neo será cautelosa no primeiro semestre de 2016 por diversos fatores, além da adaptação necessária para se tornar comum a produção do novo Narrow Body, a Airbus entrará em transição na linha de produção para produzir a nova aeronave além de continuar expandindo sua capacidade até atingir 60 aeronaves da família A320neo entregues em um mês. A expectativa da Airbus é no final de 2016 estar entregando 46 A320neo/mês.

 

Fotos – Airbus Media

COMPARTILHAR
Pedro Viana

Acadêmico de Engenharia Aerospacial – Editor de foto e vídeo – Fotógrafo – Aeroflap