O astronauta Scott Kelly, que recentemente voltou do espaço em uma missão que durou quase um ano, irá se aposentar do quadro de astronautas da NASA em Abril, logo no primeiro dia do mês.

Scott Kelly está desde 1996 no quadro de astronautas da NASA, ele já realizou duas missões para a ISS, sendo extremamente experiente na área. A sua primeira missão em 1999 foi para instalar novos instrumentos no telescópio Hubble com o uso do Space Shuttle Discovery. Em seguida realizou uma missão para a ISS em 2007 utilizando a Endeavour, e em 2010 com a Soyuz para a ISS onde passou 159 dias no espaço.

Em 2015 a NASA enviou Scott Kelly para vivenciar quase um ano na ISS, onde ficou 340 dias. Um dos motivos era seu irmão gêmeo idêntico, onde seria possível estudar um ser humano na Terra enquanto outro presenciava um ambiente de microgravidade. Scott irá passar agora por uma extensa bateria de exames para comprovar os efeitos de uma longa permanência no espaço, junto com seu irmão que será avaliado por estar o tempo todo na Terra. A NASA espera concluir a pesquisa em até 6 anos, ela será a base para uma missão com destino a Marte.

“Estou emocionado pelas novas oportunidades que possa ter de apoiar e compartilhar o incrível trabalho que a Nasa faz para nos ajudar a voar mais longe no Sistema Solar, e de trabalhar com a nova geração de líderes científicos e tecnológicos”, disse Scott Kelly via nota oficial.

Scott Kelly detém o recorde até o momento de o americano que passou mais tempo no espaço em uma única missão (340 dias), e de o astronauta que passou mais tempo juntando diversas missões (520 dias).

COMPARTILHAR