Aeroportos Não categorizado News

Autoridade de Aviação Russa (MAK) suspende Certificado de Tipo para aeronaves Boeing 737

ceny-subsidirovannyh-biletov-na-samolet-v-krym-tarify-2015-goda

Comitê Interestadual de Aviação (MAK) revogou a emissão de novos certificados de tipo para o Boeing 737 Classic e NG, operados por companhias aéreas da Rússia, a justificativa para tal é que alterações recentes no 737 teriam deficiências no sistema de elevator da aeronave, tais defeitos devem ser solucionado pela Boeing até que seja autorizado a emissão de novos certificados de tipo para garantir a continuação do funcionamento em segurança.

“Nós temos a cópia original. No entanto, vemos a necessidade de responder rapidamente à situação, por isso amanhã na Agência Federal de Transporte Aéreo vai realizar uma reunião com as companhias aéreas de que operam o Boeing 737”, disse a presidente da MAK, Tatiana Anodina, e o presidente do Aviation Register of MAK, Vladimir Bespalov . Foi informado para o jornal russo Interfax.ru, que a MAK está preocupado com a segurança das aeronaves deste tipo. O entrevistado acrescentou que a decisão da comissão pode levar a uma parada simultânea de toda a frota russa de Boeing 737.

Elevator em um Boeing 737.
Elevator em um Boeing 737.

Um dos maiores operadores do Boeing-737 foi a transportadora aérea “Transaero”, cujo certificado de operação foi revogado em 26 de outubro, levando a falência da mesma. A Presidente da MAK, Tatiana Anodina. teve uma participação de 3% na companhia aérea. Além da Transaero outras companhias russas como UTAir ,Orenair, Aeroflot, Gazpromavia, Nordwind, Pobeda e Siberia Airlines operam o 737, em um total de 107 aeronaves atualmente ativas em território russo, fora as de operação particular.

O motivo das agências de regulamentação aérea da Rússia para tal atitude seria o acidente do Tatarstan Airlines Flight 363 com um Boeing 737-500, em que logo após o comando de desligar o piloto automático a aeronave deu uma rápida guinada para baixo, não permitindo a recuperação dos comandos de voo e consequentemente terminou em acidente. A investigação por órgãos russos encontraram problemas no elevator do 737 Classic que pode ter tido seus cabos partidos durante o voo. Porém a MAK não afirmou se essa proibição com base no elevator está ligada ao acidente da Tatarstan.

About the author

Pedro Viana

Pedro Viana

Acadêmico de Engenharia Aerospacial - Editor de foto e vídeo - Fotógrafo - Aeroflap

Newsletter

[newsletter_signup_form id=1]

Facebook

Em busca de hotel?


Share This