A Avianca anunciou que suspendeu a entrega de aeronaves da Airbus até 2019. Essa decisão de toda a Holding vem em meio a grande encomenda realizada pelo grupo em 2015, que contemplava 100 aeronaves da família A320neo e 33 da família A320ceo, que é a atual geração e que já está em fim de produção.

A justificativa da companhia foi a de aumentar a rentabilidade dos voos e reajustar a malha aérea, para obter um maior aumento de capital e diminuir a dívida. Com esse acordo realizado conjuntamente com a Airbus será possível uma redução nas despesas de capital da companhia no valor de US$ 1,4 bilhão pelos próximos 30 meses.

Demais detalhes sobre a possível quantidade de aeronaves que a companhia poderá receber, e também sobre o acordo realizado pela Airbus, não foram divulgados para a imprensa. Porém a Avianca afirma que o foco é contornar as dificuldades econômicas em que a América do Sul está submetida.

COMPARTILHAR