Assim como nos últimos dois anos, a Azul Linhas Aéreas Brasileiras terá uma malha especial de voos durante o inverno. Para garantir a máxima qualidade do seu já reconhecido serviço aos Clientes durante a estação, a companhia fará ajustes temporários nas cidades mais impactadas pela meteorologia, nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país, e, em menor escala, no Nordeste. As mudanças foram planejadas a partir do histórico de fechamento de alguns aeroportos destas localidades e terão início em 16 de maio, com término em 28 de agosto.

“Estamos mais uma vez em preparação para o período de maio a agosto, quando diversos aeroportos são impactados pelas condições meteorológicas adversas. A malha especial de inverno já se tornou uma tradição na Azul, de modo a garantir conveniência e comodidade aos nossos Clientes. A ideia com a malha de inverno é minimizar o impacto para os viajantes com base no retrospecto de operações em anos anteriores. Ações como estas exigem um grande empenho de várias equipes da Azul, que realizam um trabalho impecável para garantir a mesma qualidade na experiência dos Clientes”, explica Marcelo Bento, diretor de Planejamento.

As cidades que terão ajustes de malha são: Vitória da Conquista, Juiz de Fora (Zona da Mata), Ipatinga, Governador Valadares, Bonito, Três Lagoas, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, Dourados, Foz do Iguaçu, Cascavel, Londrina, Maringá, Criciúma, Chapecó, Passo Fundo, Caxias do Sul, Pelotas, Santa Maria, Curitiba, São Paulo (Campinas) e Belo Horizonte (Confins). Os únicos locais com voos cancelados são Cascavel e Pelotas, cada cidade com um voo suspenso temporariamente – nos demais destinos, são apenas mudanças de horário.

Todos os Clientes que já têm bilhetes comprados nos voos relacionados serão reacomodados em outros horários, ou terão a opção de receber o valor integral pago pelo bilhete.

COMPARTILHAR