Companhias Aéreas News

Azul comemora um mês de voos para Santo Ângelo

Santo Ângelo, cidade do noroeste do Rio Grande do Sul, voltou ao cenário da aviação nacional com o início das operações da Azul no trecho Porto Alegre – Santo Ângelo, no início de julho. Com a reativação do aeroporto regional Sepé Tiaraju, representantes dos setores comercial e empresarial da cidade já contabilizam os benefícios dos voos regulares e exclusivos da companhia que, em um mês, transportou mais de mil passageiros e realizou 18 voos. Para os empresários, o fluxo de aeronaves está sendo responsável por reaquecer a economia, trazendo novos investimentos para a região.

A confiança dos gestores tem ligação direta com a otimização do tempo. Santo Ângelo fica a cerca de 450 km da capital gaúcha, trajeto que, de ônibus, dura quase 7 horas. A bordo do ATR 72-600, de 70 assentos, os passageiros realizam o percurso em pouco mais de uma hora. Menos tempo de viagem, mais tempo para os negócios. É assim que pensa o empresário Rodrigo Jaeger, de 36 anos. Dono de uma imobiliária, Jaeger já voou de Azul para Porto Alegre para fazer um curso.

“Fui um dos responsáveis pela reativação do aeroporto daqui. Sem ele, nossos negócios estavam prejudicados. Não tem cabimento ficar 7h dentro de um ônibus. Com o aeroporto funcionando, a economia da cidade é estimulada”, afirma Rodrigo.

O empresário Anderson Filipin, de 43 anos, compartilha da mesma opinião. Para ele, a retomada dos voos comerciais em Santo Ângelo impulsiona as estratégias de negócios para sua empresa. Anderson, que acabou de voltar de uma feira de e-commerce, em São Paulo, acredita que a operação da Azul facilita as transações comerciais e amplia os horizontes do setor na cidade.

“Eu comprava, em média, cerca de 40 passagens de ônibus por mês para mim e meus funcionários. Falando como empresa, hoje, a diferença com os voos da Azul é brutal. O período de viagem é muito menor, dá para trabalhar durante o trajeto, curtir mais a viagem e ainda não corro o risco de levar uma multa de trânsito. Não tem comparação”, comemora Anderson.

Para o diretor de planejamento de malha da Azul, Daniel Tkacz, voar para Santo Ângelo representa consolidar a estratégia da companhia de interligar mais cidades gaúchas com outras capitais e destinos brasileiros.

“A abertura da base de Santo Ângelo foi muito importante para a estratégia de crescimento de nossa malha no Rio Grande do Sul. Além da ligação com a capital do estado, este voo proporciona a oportunidade da cidade se conectar com todo o Brasil”, reforça Tkacz.

A presença da Azul em Santo Ângelo não se limita aos voos comerciais. A companhia, de olho no potencial econômico da cidade, conta com uma loja da Azul Cargo Express, unidade de cargas da Azul, desde abril deste ano.

About the author

Redação Aeroflap

Redação Aeroflap

Newsletter

[newsletter_signup_form id=1]

Facebook

Em busca de hotel?


Share This