A Azul S.A. apresentou recentemente os seus resultados preliminares de tráfego de julho de 2018.

O tráfego de passageiros consolidado (RPKs) aumentou 22,6% no total, em relação a julho de 2017, frente a um aumento de 21,2% na capacidade (ASKs), ou oferta de assentos.

Como resultado, a taxa de ocupação total foi de 85,4%, um aumento de 1,0 ponto percentual comparado com o mesmo período do ano passado.

No mercado doméstico a oferta da Azul teve uma alta de 16,2%, enquanto a oferta aumentou 15,8% no mesmo período. Um bom resultado para a Azul, provavelmente influenciado pelos 1200 voos extras no período de alta temporada.

Já no mercado internacional a Azul teve alta de 44,7% em julho, com aumento da oferta de 40,7%.

A taxa de ocupação doméstica totalizou 83,5% e a internacional foi de 91,0%. Esses são bons resultados para a Azul, principalmente comparando com os dados divulgados recentemente pela LATAM e GOL com base no mesmo período, e aponta um melhor aproveitamento do interior de suas aeronaves, diminuindo o custo do voo para a companhia, ao faturar mais por voo.

“Julho foi um mês de forte tráfego para a Azul, o que mostra um saudável ambiente de demanda no país, e o sucesso da nossa estratégia de transformação da frota”, diz John Rodgerson, CEO da Azul.

No acumulado do ano, a Azul continua sendo a companhia aérea mais pontual do Brasil, com uma taxa de pontualidade de 86,39%, de acordo com a FlightStats.

Você pode conferir mais detalhes sobre os dados de tráfego aéreo da Azul na tabela abaixo:

A próxima divulgação de desempenho financeiro da Azul provavelmente acontecerá em outubro, quando a companhia estiver com os dados do terceiro trimestre de 2018 encerrados.

This post is available in: pt-brPortuguês