A atual ALA 2, antiga Base Aérea de Anápolis, será o primeiro local a receber o novo Embraer KC-390, novo cargueiro da Força Aérea Brasileira que entrará em atividade ainda neste ano.

Essa informação foi repassada pelo tenente-brigadeiro-do-ar Antônio Carlos Egito do Amaral, que é comandante do Comando de Preparo.

De acordo com ele essa foi a base aérea escolhida para iniciar a implementação do novo cargueiro na Força Aérea Brasileira, que também foi escolhida para ser a primeira Base Aérea com o Gripen NG, que chegará ao local em 2019.

Com essas implementações a ALA 2 será a base com maior tecnologia empregada, visto que o local também sedia as modernas aeronaves de reconhecimento aéreo do Esquadrão Carcará, além dos modelos AEW&C utilizados como “radar aéreo” pelo Esquadrão Guardião.

A Capacidade Inicial de Operação (Initial Operational Capability – IOC) do KC-390 foi declarada em 2017, depois da aeronave passar por uma campanha de ensaios que acumulou mais de 1500 horas de voo nos dois protótipos e mais de 40000 horas de testes em laboratório dos diversos sistemas da aeronave.

A campanha de ensaios estruturais se aproxima do fim, restando apenas o ensaio de fadiga em corpo de prova em escala real.

Ao longo de 2018, estão previstos a emissão do Certificado de Tipo final pela ANAC, bem como a realização de ensaios em voo de diversas funcionalidades militares, incluindo testes remanescentes de reabastecimento aéreo, lançamento de cargas e outros, visando o atingimento da Capacidade Final de Operação (Final Operational Capability – FOC), objeto da certificação militar final da aeronave.

A área da Base Aérea de Anápolis (ALA 2) também é conhecida pela alta disponibilidade de espaço aéreo para treinamento de pilotos, visto que o local tem pouco tráfego de aviões, em comparação com o eixo Rio-São Paulo. Alguns exercícios de treinamento foram realizados nos últimos anos na ALA 2.

 

Informação oficial via – TecnoDefesa

Texto – Aeroflap

This post is available in: pt-brPortuguês