Depois de entregar o primeiro 737 MAX em maio de 2017, a Boeing já conseguiu atingir a meta de entregar 50 aviões dessa família ainda em 2017. São 14 companhias que já operam com o novo avião da Boeing.

A fabricante afirma que pela adaptação da linha de produção em Renton, cerca de 10 a 15% das entregas do 737 esse ano serão da linha MAX, isso resulta em 52 a 78 aeronaves fabricadas e entregues para as companhias aéreas, só em novembro a fabricante americana entregou 16 aviões desse modelo, e se a produção se manter no ritmo atual a Boeing finalizará o ano com 67 entregas do 737 MAX 8, mas provavelmente o ritmo de produção aumentará em dezembro.

A Boeing também ressaltou a reserva de espaço para o 737 MAX em Renton, uma terceira linha de montagem foi aberta no complexo de produção já existente do 737, dessa forma a fabricante não precisou adaptar sua linha de produção para um modelo híbrido, e já iniciou rapidamente a fabricação da aeronave, assim como faz com o modelo NG.

Entre os destaques, recentemente a Aerolíneas Argentinas recebeu o primeiro 737 MAX 8 da América Latina. No Brasil a GOL tem 120 encomendas para o 737 MAX 8 (incluindo as opções de compra), com entregas a partir de julho de 2018.

O ano deverá terminar com cerca de 522 aviões da linha 737 entregues em 2017, mesmo com o período de transição entre as gerações de aeronaves.

This post is available in: pt-brPortuguês