A Boeing está a apenas alguns anos para entregar o primeiro 777-9X ao cliente de lançamento, e a fabricante está apostando em uma estratégia bastante curiosa. Atualmente o 777X é o avião comercial mais caro, depois do A380, e isso pode estar afastando algumas encomendas da aeronave.

Apesar disso a Boeing não planeja diminuir o preço do 777X para ganhar mais clientes e encomendas. Atualmente a Emirates , Etihad e Qatar são responsáveis por 235 de 306 pedidos firmes da Boeing para a família 777X, a Iran Air também se comprometeu a comprar 15 aeronaves 777-9X, porém não firmou contrato ainda.

Até o momento não há nenhuma companhia aérea americana ou europeia com grande encomenda para o 777X, apesar disso, a Boeing afirma que as 306 encomendas firmes já são suficiente para pagar o desenvolvimento da aeronave.

Foto – Boeing

Porém o 777X trouxe uma nova discussão para a Boeing, visto que a carteira de pedidos do 777X depende exclusivamente do sucesso das companhias aéreas do Oriente Médio. O presidente da Boeing, Dennis Muilenburg, insiste que ainda não há nenhuma preocupação com o 777X.

Atualmente os esforços de vendas da Boeing estão focados em alterar parte das encomendas para o atual 777, incluindo o 777-300ER e o 777 Freighter, para o 777X, que irá introduzir uma nova asa fabricada em materiais compostos, um novo interior mais moderno, espaçoso e leve, além dos motores GE9X.

Recentemente a Qatar Airways solicitou a Boeing que entregasse a primeira unidade do 777X já no final de 2019, se fosse possível desenvolver a aeronave mais rapidamente.

 

Via – FlightGlobal

COMPARTILHAR