A Boeing e o Massachusetts Institute of Technology (MIT) anunciaram recentemente que a Boeing será a principal doadora para a substituição do Túnel de Vento Wright Brothers, que já está em serviço há 79 anos no MIT.

A doação de US$ 18 milhões servirá para construir outro túnel de vento no local, que será o mais avançado do setor acadêmico dos Estados Unidos. O novo túnel de vento será batizado de “The Wright Brothers Wind Tunnel — a Gift of the Boeing Company”, em referência aos pioneiros da aviação nos EUA e ao presente da Boeing.

O antigo túnel de vento estava em funcionamento desde 1938, e serviu para diversos testes durante a Segunda Guerra Mundial, criando aeronave icônicas como o B-29. O local não serviu só a aviação, mas testou a aerodinâmica de antenas terrestres, equipamento de esqui, trajes espaciais, turbinas eólicas, velas de navio e, mais recentemente, um projeto para aeronaves comerciais pouco poluentes, silenciosas e super-eficientes da NASA, chamado de X-Planes.

Tal presente reflete a relação entre o MIT e a Boeing, que ajudou a construir a indústria aeroespacial global, e também aponta para o futuro da pesquisa e do desenvolvimento que irá impulsionar a inovação, de acordo com Greg Hyslop, diretor de tecnologia da Boeing e vice-presidente sênior, de testes de Engenharia e Tecnologia.

“Poucos relacionamentos no setor aeroespacial podem se comparar aos laços entre o MIT e a Boeing, e estamos entusiasmados ​​em fazer parte desta renovação criticamente importante, que renovará nossa relação no segundo século da indústria aeroespacial”, disse Hyslop.

Curiosamente os termos do contrato não foram revelados pelas duas partes, mas o MIT vem colaborando com grandes cabeças da Boeing há muitos anos. A Douglas, fundada pelo engenheiro Donald Douglas, se fundiu com a McDonnell, fundada pelo engenheiro James S. McDonnell, anos depois dessa fusão a Boeing comprou a McDonnell Douglas, herdando um imenso patrimônio de desenvolvimento militar e conhecimento na área.

O primeiro engenheiro da Boeing, Wong Tsu, projetou o primeiro avião comercial da empresa o Model C, em 1916. Ele também era formado no MIT.

Mais de 50 executivos da Boeing e 60 do Boeing Technical Fellowship, foram formados pelo MIT.

This post is available in: pt-brPortuguês