Foto - USAF

Na última sexta-feira ocorreu um acidente com um Embraer/Sierra Nevada A-29 Super Tucano nas proximidades da Base Aérea de Holloman, localizada no Novo México.

Esse acidente ocorreu durante um experimento da Força Aérea dos EUA, no programa OA-X, que busca escolher um novo avião de treinamento para os EUA.

A queda da aeronave ocorreu a 100 km da Base Aérea citada, na ocasião um dos pilotos teve ferimentos e foi resgatado, o segundo piloto, o aviador da Marinha dos EUA  Christopher Casey Short foi declarado morto um dia após o acidente.

Vale lembrar que o A-29 tem disponível assentos ejetáveis, para diminuir a chance de um piloto ir a óbito em caso de acidente.

No programa OA-X o Embraer A-29 concorre diretamente com o AT-6, fabricado pela Beechcraft. O programa foca na redução de custos nos treinamentos da Força Aérea Americana, visto que o custo da hora de voo do A-29 é cerca de 9% da mesma hora de voo do clássico A-10.

O A-29 já é conhecido pela USAF por missões da mesma no Afeganistão e no Líbano com essa aeronave, neste caso para ataque leve.

 

Veja abaixo uma nota da Embraer sobre o acidente:

“A Embraer e a Sierra Nevada Corporation (SNC) foram informadas de um acidente ocorrido perto da Base Aérea de Holloman, EUA, envolvendo uma aeronave A-29. A Embraer e a SNC estão cooperando com a USAF (Força Aérea dos Estados Unidos) na investigação. Informações adicionais serão divulgadas assim que estiverem disponíveis”.

This post is available in: pt-brPortuguês