Após os EUA acusar a Bombardier de receber subsídios do Governo Canadense, o Ministro da Defesa do Canadá enviou uma nota diretamente para a Boeing em relação as aquisições de caças F-18 Super Hornet, no total o Canadá tem 18 encomendas para esse caça.

“Não é o comportamento que esperamos de um parceiro confiável e chamamos a Boeing para uma reunião”, diz Harjit Sajjan, Ministro da Defesa do Canadá, citando o processo aberto pelo Departamento de Comércio dos EUA na OMC contra o Canadá, por infringir regras de subsídios, fornecendo dinheiro para a Bombardier ganhar mercado no setor de aviação.

O ministro das Relações Exteriores dos EUA já foi alertado e está verificando toda a situação para evitar um futuro cancelamento de encomendas.

Anteriormente o Canadá tinha confirmado que não estaria interessado no programa F-35, após uma decisão do partido liberal em 2015. Foi escolhido então o Super Hornet para substituir os antigos CF-18 Hornet da Força Aérea Canadense.

 

Via – FlightGlobal

 

This post is available in: pt-brPortuguês