Dois altos executivos da companhia indonésia Citilink já apresentaram suas renúncias, logo após um vídeo de seus pilotos, que estavam supostamente bêbados, viralizarem nas redes sociais.

O executivo-chefe da companhia aérea (CEO), Albert Burhan, e seu diretor de operações, Hadinoto Soedigno, renunciaram no dia 30 de dezembro, assumindo a responsabilidade pelo incidente.

Um porta voz da Garuda Indonesia disse para a Flightglobal que a renúncia deve primeiro ser aprovado pela diretoria da empresa. A unidade de baixo custo da Garuda Indonesia não nomeou um substituto para uma ou outra posição.

A Citilink também demitiu o piloto, dizendo que ele “cometeu erros graves” e foi pouco profissional, ignorando procedimentos de segurança, além de colocar em risco passageiros e tripulantes a bordo.

Os meios de comunicação indonésios dizem que os passageiros relataram uma fala incorreta do piloto durante um anúncio antes de um voo de Surabaya para Jacarta, no dia 28 de dezembro. Vários passageiros exigiram desembarcar sob suspeita do piloto, que estava bêbado.

 

Fonte – FlightGlobal

COMPARTILHAR