Um dos jatos particulares utilizados com mais frequência por Donald Trump, não está atualmente autorizado para realizar decolagens e qualquer tipo de voo. De acordo com um novo relatório do New York Times, o avião Cessna 750 Citation X, com propriedade registrada no nome de Trump, não está com seu registro de voo da FAA desde 31 de janeiro, quando ele venceu. Isso significa que durante os últimos dois meses e meio, Donald Trump voou ao redor do país violando a lei federal de aviação dos EUA.

A sanção penal máxima para pilotar uma aeronave não registada é de R$ 250.000 e até três anos de prisão, embora a chance da FAA comprar essa briga com Donald Trump seja mínima. O custo para renovar o registro da aeronave é bastante caro, cerca de 5 dólares.

Trump tem outra aeronave, um Boeing 757 em que só pousa em aeroportos maiores, inadequado para realizar a campanha presidencial que está em curso. Mas especialistas da área temem que Donald Trump continue utilizando seu pequeno jato Cessna, ao invés de ajustar os seus planos de viagem. A equipe de imprensa da campanha presidencial de Trump ainda não comentou nada sobre o assunto.

O Boeing 757 de Trump tem seu registro em dia, atualmente boa parte dos voos que o candidato a presidência realiza é com sua maior aeronave. Trump também já teve um Boeing 727 durante vários anos, e aposentou a aeronave recentemente declarando que ela não servia aos seus requisitos de uso.

COMPARTILHAR