O Cessna 172 agora conta com uma versão Turbo Diesel, movida por combustível Jet-A, também conhecido como o famoso querosene de avião, o motor responsável por propulsionar a aeronave é o CD-155 da Continental.

O 172 foi aprovado pela EASA, da Europa, e a FAA, dos Estados Unidos, as duas principais agências regulamentadoras de segurança da aviação do mundo. Com a certificação obtida a Cessna já pode iniciar as entregas do 172 para os clientes que encomendaram a aeronave.

A clara vantagem do motor movido a Jet-A é o menor consumo de combustível, de acordo com a Cessna é possível obter um consumo até 25% menor, quando comparado ao motor movido a AVGAS. Logicamente a autonomia do avião também aumentou, ganhou um incremento de 125 km, e agora um Cessna 172 pode voar por até 1550 km.

A Cessna também afirma que o desempenho da aeronave melhorou, como na razão de subida durante a decolagem.

“O Cessna 172 Turbo Skyhawk JT-A permite que as operadoras atendam a mudanças nas regulamentações ambientais em todo o mundo, fornecendo soluções para aumentar as vendas globais desta plataforma”, disse Doug May, vice-presidente de aeronaves a pistão da Textron Aviation, em um comunicado de imprensa na última terça-feira.

This post is available in: pt-brPortuguês