A Cessna concluiu a turnê mundial do novo jato executivo Citation Longitude, que passou por 12 países em 27 voos, percorrendo mais de 50000 km durante esse período.

O Longitude iniciou sua turnê mundial no dia 27 de janeiro, quando a aeronave partiu de Wichita, no Kansas, onde fica a sede da Textron Aviation. A aeronave passou pela região da Ásia-Pacífico e a Cessna aproveitou para participar do Singapore Airshow com seu novo jato.



Em seguida o Longitude voou para a Europa, fazendo paradas na Suécia, França, Itália, Suíça e Reino Unido. Onde realizou demonstrações para clientes.

cessna-contact-sheet_page_3_image_0001

No seu voo de retorno aos Estados Unidos, o Longitude transportou uma tripulação de dois pilotos e dois passageiros na viagem de 5700 km, de Farnborough, no Reino Unido para White Plains, em Nova York. O tempo total de voo foi de 6 horas e 50 minutos, com uma velocidade média de Mach 0,82.

De acordo com a Cessna, essa grande viagem foi para demonstrar a confiabilidade do novo jato da empresa, além de apresentar o produto aos clientes, visto que uma unidade com interior completo foi utilizada.

Essa nova aeronave da Cessna faz parte de um novo lançamento realizado em Las Vegas, ele irá complementar a família de jatos executivos, hoje composta pelo Latitude, X e Soberano. A Cessna preferir incorporar novas tecnologias, como o Fly-By-Wire e Spoilers com acionamento elétrico.

A seção transversal da aeronave é a mesma do Latitude, seu irmão menor, porém a Cessna utilizou um padrão baseado no Hawker 4000, outra aeronave que hoje pertence a Cessna. Apesar de ser um jato da Cessna, os testes e fabricação estão ocorrendo na antiga fábrica da Hawker Beechcraft, boa parte devido a derivação do projeto Longitude.