A China está avançando rápido no desenvolvimento da sua aviação militar, e o próximo passo dos chineses é produzir um motor a reação capaz de equipar um caça de quinta geração, o J-20. Em informações colhidas pela China Daily nesta segunda-feira, funcionários da empresa estatal Aero Engine Corp of China (AECC) declararam alguns passos para a evolução do caça.

Chen Xiangbao, um funcionário da empresa, relatou que a China já está avançando para a produção das pás de turbina em cristal único, além da produção de uma superliga metálica para os discos da turbina (turbina mesmo, o último estágio do motor).



“Em breve o nosso caça de quinta geração receberá motores produzidos na China. O processo de desenvolvimento deste motor está agora avançando bem”, cita o China Daily através do representante Chen Xiangbao.

O desenvolvimento de peças básicas de um motor de alta performance pode garantir que em breve a China deixe de depender dos motores russos para equipar seus caças. O J-20 atualmente recebe uma motorização de origem russa e está sujeito a pós-venda e embargos do país vizinho.

Esse caça, Chengdu J-20, foi apresentado pela primeira vez no Salão Aeroespacial da China de 2016. Apesar disso o primeiro voo da aeronave foi realizado em 2011.