A Rolls-Royce entregou no dia 16 de junho o primeiro motor Trent 7000, que irá equipar a aeronave A330neo da Airbus. Os motores, que foram dois entregues de uma vez, deixaram a linha de montagem da Rolls-Royce em Derby, no Reino Unido, e seguindo para a montagem das nacelles e demais sistemas na Safran de Toulouse, na França.

Os dois motores Trent 7000 só serão instalados no A330neo em julho deste ano. O Trent 7000 da Rolls-Royce é o único motor disponível para o A330neo, com o dobro da relação de bypass do Trent 700 que alimenta o A330ceo, a Rolls-Royce disse que o Trent 7000 reduz o consumo de combustível em até 10%.

No momento a Airbus tem duas unidades de testes do A330neo paradas em Toulouse sem os motores instalados, as aeronaves estão estocadas e aguardando os motores Trent 7000. A Airbus estimou o primeiro voo do A330neo para setembro deste ano, cerca de 6 meses atrasado do prazo previsto anteriormente, as entregas serão iniciadas no final de 2018.

Motores RR Trent 7000. Foto – Rolls-Royce

Além dos novos motores Rolls-Royce Trent 7000, o A330neo receberá novos winglets, a nova padronização de cabine da Airbus chamada de Airspace by Airbus, e adição de materiais compostos em sua estrutura. No geral essa aeronave tem previsão para ser 14% mais econômica do que o modelo atual, o A330ceo.

O atual A330-200 ganhou mais 10 assentos. Estão previsto 2 modelos, o A330-800neo tem capacidade para 252 passageiros em uma configuração com 216 assentos na econômica e 36 na classe executiva, capaz de voar por até 8200nm, aproximadamente 15200km, enquanto o A330-900 conta com 310 assentos (36C + 274Y) e uma autonomia de 7000nm, ou 13000km, valores próximos do que a Boeing divulga para o 787.

A TAP Portugal será a primeira cliente do A330neo, que receberá a primeira unidade no final de 2018, até o momento cerca de 210 aeronaves foram encomendadas.

This post is available in: pt-brPortuguês