Spotter Day no Aeroporto de Brasília, é hora de arrumar os equipamentos e ir para o Briefing, realizado exatamente às 19h30 de sexta-feira (26/05). Saí de casa com os equipamentos e para ir com toda a galera encontrei o meu amigo Gabriel Melo, com sua patroa, e o André Junior, juntamente com o João, para ir até o briefing trocando aquele papo de spotter no caminho.

Chegando no Briefing, que ocorreu no prédio da Polícia Federal como em todas as edições anteriores, os organizadores separaram as filas para entrar em ordem alfabética e foram colocando os participantes aos poucos dentro da sala, checando antes o nome da cada participante na lista. No final todos os participantes do Spotter Day tiveram deliciosos lanches, fornecidos pela Casa do Pão de Queijo, e também ganharam brindes do aeroporto, fornecidos pelos patrocinadores do evento.



Pouco maluco ou não, eu aqui, junto de alguns integrantes do BSB Spotter, resolvi virar no aeroporto, após comer várias esfirras perto da taxiway, isso mesmo, fui para o evento sem dormir nada. Simplesmente não compensava voltar até minha residência e dormir somente um pouco antes de estar às 5h da manhã no aeroporto, sendo que a confraternização pós-briefing foi até 23h00.

Cinco horas da manhã, quando o movimento no Aeroporto de Brasília começa a aparecer, estávamos no início da fila para entrar no pátio do aeroporto, dois ônibus nos levaram para o ponto de spotting exatamente às 6h, sem antes dar aquele rolê no pátio do aeroporto, próximo ao píer sul. O ponto de spotting foi paralelo à pista 11R-29L, no momento as aeronaves decolavam e pousavam pela 11R, o vento também estava apontando forte naquela direção, em uma fria manhã onde Brasília registrava 14º C.

Cerca de 130 participantes, mais as equipes de imprensa, se reunirão nesse ponto que estava a 300 metros de distância da pista, uma lente 18-55 mm era o suficiente para fazer a maioria das fotos, completei isso com uma 70-300 da Canon que dei um jeito de adaptar no corpo da minha câmera Sony através do adaptador fornecido pelo meu amigo Felipe Caixeta, que também se divertiu usando uma lente Canon em corpo Sony. 50mm Super Takumar? Nem levei, não precisava.

Em nota para a equipe da Aeroflap o aeroporto afirmou a ação seguiu todos os protocolos de segurança para o ingresso a área restrita do terminal e foi planejado com o objetivo de proporcionar os melhores ângulos e iluminação para os fotógrafos. Conseguimos verificar isso na hora, realmente o local de spotting ativou a criatividade de vários spotters.

Esse foi o mesmo ponto do primeiro Spotter Day realizado pelo Aeroporto de Brasília, em 2015, e assim foi possível comparar com alguns detalhes. A temperatura no primeiro Spotter Day estava bem menor, e por isso uma nevoa se formou no horizonte, proporcionando fotos como a que está abaixo, nesse Spotter Day a temperatura baixa combinada com a alta umidade do ar congelou a grama, mas não formou névoa.

Foto do 1º Spotter Day do Aeroporto de Brasília.

Sem a névoa o nascer do sol estava maravilhoso, e foi possível conseguir fotos excelentes, também dos aviões, é claro. O evento prosseguiu com a presença de imprensa, como a própria Globo e Aeroflap, eu fiquei para cobrir o evento, em 40% do meu tempo, e aproveitar o tempo para curtir um pouco o evento.

O Aeroporto de Brasília completou o tempo com uma apresentação dos bombeiros, que trabalham no local para combater qualquer possibilidade de fogo, tanto no terminal quanto das aeronaves que pousam em emergência, como no dia que um Fokker 100 da Avianca pousou de barriga na pista 11R.

Mais de 100 aviões passaram pelo aeroporto durante o período do evento, que durou 4 horas no total, infelizmente não conseguimos registrar o A340 charter da Cubana e o Boeing 757 da American Airlines, esses pousaram na outra pista, mais de 1 km distante, só possível para lentes 150-600 mm. O A340 da Cubana levou muita muamba para Havana, havia muitos pallets aguardando o avião, antes do nosso embarque para o ponto de spotting.

Após a foto oficial do evento (que está abaixo), seguimos para a parte final que foi o café da manhã no térreo do aeroporto, em uma sala separada, onde também foram sorteados 40 livros da Copa Airlines, uma maquete da TAP Portugal e dois vouchers da Chilli Beans. Finalizado o evento, com aquele sentimento de dever cumprido, seguimos com uma galera para a casa do André, nosso jornalista aqui da Aeroflap. Preciso nem dizer que depois de virar no Aeroporto e ficar 4 horas em pé, eu somente dormi até às 20 p.m.

Foto – Camilla Stivelberg/Aeroporto de Brasília

A edição comemorativa do Spotter Day teve o apoio de importantes empresas do setor aéreo e marcas de Brasília. A Bancorbrás, Abear, Embraer, Copa Airlines, Avianca, TAP, Lo Voglio, Dufry, Casa do Pão de Queijo, Chilli Beans, Win Club, Latam, Azul Linhas Aéreas, Padaria Vitória, Amor aos Pedaços, Experimente Brasília. 

O Aeroporto de Brasília abriu um concurso para escolher a melhor foto tirada no Spotter Day de Brasília, o ganhador será presenteado com uma viagem de uma semana para Foz do Iguaçu, no Paraná, com um acompanhante, a hospedagem ficará por conta da Bancorbrás e a passagem aérea será oferecida pela Avipam. As imagens serão lançadas no Facebook do Aeroporto para votação aberta, a foto mais votada levará o prêmio.

 

* O evento foi realizado em comemoração aos 60 anos do Aeroporto de Brasília, que foi inaugurado em maio de 1957. Veja mais Clicando Aqui.

* Amanhã lançaremos um vídeo sobre o evento em nossa página do Facebook. Veja mais fotos que estão saindo da linha de edição seguindo nosso Instagram.

 

Veja todas as fotos na galeria abaixo: