A Qantas Airways entrará para a história neste sábado, ao fazer um voo sem escalas da Austrália (Perth) para o Reino Unido (Londres). Essa será a segunda maior rota do mundo, deixando de superar apenas a rota do Qatar para Auckland, na Nova Zelândia, operada pela Qatar Airways.

A aeronave responsável por essa rota de 14498 km será o Boeing 787-9, uma aeronave da geração atual e que fornece uma excelente autonomia de voo. Devido ao tempo de voo, o jato está configurado confortavelmente com 236 assentos, divididos em três classes, sendo que duas são da econômica.



Pela distância o voo decola de Perth, na Austrália, às 18h50, e chega em Londres somente no domingo de tarde, às 05h10 (previsto). São 17 horas e 20 minutos de voo.

O voo da Qatar é operado pelo Boeing 777-200LR, que fornece tanques extras para ter um alcance superior.

A passagem é bem barata para a distância da rota, apenas US$ 2,270 por trecho na Classe Econômica.

 

Bizarro

A rota da United de Houston para Sydney, realizada também com o Boeing 787, é quase uma “viagem no tempo”, isso devido à duração dos voos em dias.

O voo decola de Houston, nos EUA, e chega na Austrália cerca de dois dias depois da partida, tal diferença é causada pela forma em que esse voo é operado, através de sobrevoo do oceano pacífico.

Essa é uma das maiores rotas do planeta.