O Grupo LATAM Airlines informou suas estatísticas preliminares de tráfego para outubro de 2017, incluindo o comparativo com o mesmo mês de 2016.

A LATAM Brasil estabilizou sua oferta de assentos no mercado doméstico em outubro de 2017, sem registrar nenhum crescimento, em compensação a demanda subiu 3,8%, enquanto o número de passageiros  transportados subiu 4,6%, fazendo a ocupação média das aeronaves subir 3,1 p.p., atingindo 85,5%, um bom índice, principalmente comparando com outras companhias nacionais. Esses valores apresentados são sempre comparando o mercado doméstico com o mesmo período do ano anterior.

No geral, analisando todas as companhias do Grupo Latam, a demanda de passageiros aumentou 4,2%, enquanto a oferta foi ampliada em 2,7%. Como resultado, a taxa de ocupação para o mês aumentou 1,3 ponto percentual, alcançando 86,9%. O tráfego internacional de passageiros representou, aproximadamente, 57% do tráfego total de passageiros no mês. Os valores apresentados para o mercado internacional englobam todas as companhias do Grupo LATAM.

No mercado de cargas, em um índice que engloba também todas as outras comoanhias do Grupo LATAM, a demanda diminui 1,5%, enquanto a própria LATAM reduziu a oferta em 7,8%, dessa forma a taxa de ocupação das aeronaves saltou 0,4 p.p., passando a registrar 58% de volume preenchido com cargas.

Assim como a GOL, no acumulado do ano a LATAM Brasil registra queda de 4,3% na demanda para voos domésticos no Brasil, enquanto já recuou 4,6% a oferta no mercado nacional. O número de passageiros transportados no mercado doméstico caiu somente 3,4% no acumulado do ano.

COMPARTILHAR