A Emirates está comemorando um ano do voo mais longo do mundo com um Airbus A380, conectando Dubai e Auckland, na Nova Zelândia. A companhia começou a rota com um Boeing 777-200LR, porém com a substituição das aeronaves e a padronização da frota em apenas dois modelos de aviões, a Emirates colocou o A380 na rota no dia 30 de outubro.

O Airbus A380 que realiza os voos para Auckland está configurado com 491 assentos, sendo 14 suítes de primeira classe e 76 na Business Class. A companhia afirma que o uso do Boeing 777-200LR ajudou a consolidar a rota para a Nova Zelândia, com seus 266 assentos, logo após a companhia viu que era possível realizar a mesma rota com quase o dobro de oferta.



O tempo médio de voo direção ao hemisfério norte (Dubai) foi de 16 horas e 57 minutos, e na direção do hemisfério sul (Nova Zelândia) a duração foi de 15 horas e 38 minutos, um pouco melhor que o horário programado devido aos ventos de cauda. Mais de 210 mil refeições foram fornecidas em voo nessa rota em 12 meses de operação.

O próximo destino do Airbus A380 da Emirates será São Paulo (Guarulhos) e Casablanca, no Marrocos. Os voos para esses dois destinos serão realizados a partir de março, os voos com o A380 para o brasil se iniciam no dia 26 de março e será acompanhado 100% pela equipe da Aeroflap.

A Emirates tem agora 93 Airbus A380 em sua frota e mais 49 aeronaves Airbus A380 encomendadas. É a companhia aérea com a maior frota de A380 do mundo.