A Boeing confirmou hoje (04/04) a assinatura de um Memorando de Acordo (MOA) com a Iran Aseman Airlines, expressando a intenção da companhia aérea de adquirir 30 aeronaves Boeing 737 MAX, em um acordo que pode ter valor de US$ 3 bilhões, em preço de tabela. O acordo também cede a possibilidade da companhia comprar mais 30 aeronaves 737 MAX, totalizando 60 aviões.

As entregas de acordo com o contrato estão previstas para a partir de 2022, porém a venda aguarda ainda a autorização do Governo dos EUA, já que o Irã precisa cumprir suas obrigações sob o acordo nuclear assinado em 2015. A Boeing reforçou que planeja procurar o Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros, já que uma venda deste tipo ajuda na manutenção de 18 mil empregos nos Estados Unidos.

O Boeing 737 MAX 8 foi certificado recentemente, o primeiro 737 MAX 9 também realizou seu voo em 2017. A previsão da Boeing é entregar a primeira unidade para a Southwest já em Maio, seguido pela entrega da primeira unidade para a Norwegian, que será a primeira companhia com voos internacionais feitos com o Boeing 737 MAX 8.

No Brasil a GOL anunciou em março que tem 120 aeronaves 737 MAX encomendadas.

This post is available in: pt-brPortuguês