Aeronaves Artigos Militar Não categorizado

Conheça o V-1 – Primeira aeronave sem piloto e com “utilidade”

Estamos em meio a segunda guerra, com uma batalha travada entre os aliados e o eixo, ambos procurando meios de melhorar sua tecnologia pra atacar de forma melhor, e derrepente a Alemanha aparece com tal coisa que inicialmente assustou a todos.

Com um nome pra lá de complicado (Vergeltungswaffe V-1) e um proposta mais assustadora ainda, mais conhecido também como bomba voadora e lá temos em pleno 1944 tal aeronave.

11224649736_bfeafc4505_b
Nessa imagem dá pra comparar o tamanho dele

 

 

 

Bem, para a tecnologia de hoje isso não tem tanto segredo não, se bem que atualmente temos coisas bem piores, mas antigamente era instigante tal avanço (que foi se mostrar “bem pior” com a criação da V-2). Essa pequena aeronave carregava até 1 tonelada de explosivos na parte da frente, anterior a asa. Trás tinha um depósito para até 680 litros de “gasolina” e oxigênio  comprimido (o que dava algo entorno de 550kg de peso), no meio um sistema moderno para época, contando com um giroscópio e uma bússola já pré configurada para a operação.  E lá se vai uns 680km/h de velocidade máximo e alturas de até 1200m, com 2150kg de peso de decolagem e alcance de mais ou menos 230km.

maxresdefault
Esquema de projeto do drone.

 

Mais genial ainda era uma espécie de silômetro (comparável ao hodômetro de um automóvel), composto por uma hélice na ponta da bomba voadora, que assim que atingia a distância programada ele desligava os motores (através de reles) e instruía os elevatores da aeronave a descer com tudo (e lá se vai a sorte dele estar no lugar errado). Geralmente era destinada a cair em Londres, porém só 1/3 conseguiu algum sucesso na empreitada. Maioria era abatida pela facilidade, aliás, ele voava em linha reta a vida toda e fazia um barulho muito alto. E também pelo sistema não tão confiável a época, em que geralmente falhava.

Debaixo de um Heinkel 111
Debaixo de um Heinkel 111

Sobre os métodos de lançamento, era por bombardeiros (aviões mesmo), ou via solo por catapultas a pistão. Ao todo cerca de 10 mil V-1 foram lançadas, imagine, na mesma época existia a V-2 também que eram 1000x mais eficiente. Dessas cerca de 2500 mil caíram em Londres.

Próxima postagem, V-two.

Abaixo um vídeo para maiores exemplos:

About the author

Pedro Viana

Pedro Viana

Acadêmico de Engenharia Aerospacial - Editor de foto e vídeo - Fotógrafo - Aeroflap

Newsletter

[newsletter_signup_form id=1]

Facebook

Em busca de hotel?


Share This