Curiosity em uma selfie bem em poeirada. Foto - NASA/JPL

Muitos planetas tem uma atmosfera agitadíssima, mas podemos dizer que em Marte e na Terra esse efeito é mais tranquilo, mas mesmo assim uma tempestade de areia no planeta vermelho pode simplesmente inutilizar temporariamente alguma sonda da NASA.

Pelo menos nesse caso a Curiosity funciona como se nada estivesse acontecendo, enquanto a Opportunity (de 2004) é desligada para proteção.

Não vamos culpa o rover Opportunity, ele foi projetado para durar apenas 90 dias, mas já está há 15 anos em Marte. A NASA ficou preocupada mesmo com a bateria durante esse caso.

E foi essa combinação de tecnologia da NASA que possibilitou vários registros da Curiosity de uma tempestade de areia em Marte, que vem ocorrendo à duas semanas pelo menos.

A sensação é bem parecida se o mesmo ocorresse em um deserto aqui da Terra, ou em uma área com o solo muito parecido, como alguns lugares do Oriente Médio. O destaque do GIF abaixo é que mal conseguimos ver algo na frente, impossibilitando o deslocamento seguro da Curiosity.

De acordo com os cientistas da NASA, esse fenômeno da atmosfera é causado pela presença do verão no Hemisfério Sul do planeta. Vale ressaltar que além da inclinação, Marte está mais perto do Sol, visto que os planetas realizam órbitas elípticas ao redor de outro astro.

Com o verão a atmosfera aquece a superfície, que inicia na atmosfera o famoso comportamento do ar, o mais frio desce e o mais quente sobe. Diferente da Terra, a superfície de Marte congela durante o inverno nos polos por causa do é composta por Dióxido de carbono , e evapora no verão, aumentando a massa total da atmosfera causando um efeito similar ao do aquecimento puro do ar.

Mas esse fenômeno está acontecendo em 2018 em uma área bem maior que o comum, por mais que esse evento seja recorrente. É nisso que a Curiosity está buscando ajudar os cientistas, descobrir o motivo da presença de pequenas e grandes tempestades, bem como a duração delas.

 

Uma análise completa da tempestade está no vídeo abaixo:

This post is available in: pt-brPortuguês