A United foi a última companhia dos Estados Unidos que anunciou, nesta semana, a data de retirada do Boeing 747 em sua frota. Esse é praticamente um selo que marca o fim de uma era nos Estados Unidos.

Na Delta Airlines o uso do Boeing 747 já está em ritmo acelerado de substituição, a previsão é que em 2017 a Delta não tenha nenhum 747 na sua frota, atualmente a companhia opera com 5 aeronaves desse tipo. A United tem 25 Boeing 747 em sua frota atualmente, e planeja aposentar todos até 2018.

Na United o Boeing 747-400 deverá ser substituído por um conjunto de Boeing 777 e Boeing 787, o Boeing 777-300ER tem capacidade bem semelhante ao 747-400 e por isso a companhia está se preparando para receber o primeiro 777-300ER da sua frota ainda neste ano.

Já a Delta planeja substituir em capacidade o 747-400 pelo Airbus A350-900XWB, com capacidade para 306 passageiros e primeira entrega programada para 2017. Atualmente o Boeing 747-400 da Delta tem capacidade para 376 passageiros.

Boeing 777-300ER é a nova aposta da United. Foto - United/Divulgação
O Boeing 777-300ER é a nova aposta da United. Foto – United/Divulgação

Essa é mais uma manobra da Delta Airlines e da United para melhorar a eficiência da frota, através de aeronaves novas que consomem menos combustível durante o voo. A Delta já começou a substituição de algumas aeronaves por novos modelos, com a introdução em 2017 do A350-900XWB, a enorme encomenda de aeronaves CSeries da Bombardier, além dos 25 Airbus A330-900neo encomendados.

A United aposta em duas versões do Boeing 787, no Airbus A350-1000, em uma grande encomenda para o 737 MAX da Boeing e os E-Jets da Embraer no mercado regional. A companhia ainda não mencionou a intenção de encomendar o 777X, mas tem 14 encomendas para o 777-300ER e 35 para o A350XWB.

COMPARTILHAR