A Bélgica pode se tornar mais um país na lista dos que tem o caça de quinta geração Lockheed Martin F-35A, isso graças a uma aprovação do Departamento de Estado dos EUA.

O novo caça será o melhor da Força Aérea Belga se as negociações prosseguirem, o país se interessa por um total de 34 caças F-35, uma parcela muito boa para a substituição dos 59 F-16A/B Falcon do país europeu.

A negociação recém-aprovada pelo Departamento de Estado é uma boa chance de alavancar as vendas por parte da fabricante do caça, a norte-americana Lockheed Martin que ainda está no aguardo da aprovação do Congresso, para assim prosseguir com o restante do processo de vendas.

A venda dos Lockheed Martin F-35 terá um valor estimado em US$ 6,53 bilhões, segundo informações do site FlightGlobal.

Não é a primeira vez que os EUA negociação de caças com a Bélgica, anteriormente o Boeing F/A-18 Super Hornet estava na disputa contra outros caças, como o Saab Gripen E. Porém ambos foram retirados da disputa pelas fabricantes.

Como os dois concorrentes citados estão fora da disputa, à Bélgica ainda pode contar com outros caças na disputa, como o francês Dassault Rafale e o também europeu Eurofighter, este último um caça feito em parceria pelo Reino Unido, Alemanha e Itália.

Juntamente com F-35, o contrato ainda prevê a venda de 38 motores Pratt & Whitney F135 para equipar os caças, incluindo quatro peças sobressalentes, além do conjunto completo de sistemas eletrônicos de guerra e comando de controle.

This post is available in: pt-brPortuguês