Foto- FAB/Divulgação
Militar News

Diversidade operacional do Black Hawk é diferencial para comitiva da ONU

O helicóptero H-60 BlackHawk foi apresentado nesta quarta-feira (26/04) à comitiva da Organização das Nações Unidas (ONU) que visitou o Esquadrão Harpia (7º/8º GAV), na Ala 8, em Manaus (AM). A aeronave multimissão da Força Aérea Brasileira (FAB) é uma das cotadas pela instituição para levar o nome do Brasil em missões de paz.

A capacidade operacional da aeronave é um dos destaques apresentados à ONU, já que é empregada em mais de 80 países pelo mundo. A aeronave tem capacidade de transportar até 12 pessoas, consegue infiltrar tropas de segurança em áreas geográficas de difícil acesso, tem capacidade de transporte de carga externa de até quatro toneladas, tem equipe e material completo para atendimento e evacuação aero-médica, realiza missões busca e salvamento e, se necessário, defesa aérea.

Dois esquadrões da FAB hoje empregam a aeronave totalizando 65 pilotos capazes de operar em missões da ONU. Além do Harpia, o Esquadrão Pantera (5º/8º GAV), na Ala 4 em Santa Maria (RS), também emprega o helicóptero, totalizando 16 aeronaves no País.

A possibilidade de representar o Brasil em missões de paz é um dos fatores que tem motivado os esquadrões que operam o Black Hawk. Segundo o Tenente-Coronel Andrei Garcia Nunes, Comandante do Esquadrão Harpia, os militares voluntários estão na expectativa de uma resposta favorável da ONU. “Estamos todos muito bem motivados, no foco do treinamento, da preparação para não só representar a Força Aérea, mas todo o nosso País”, declara.

Confiram no vídeo abaixo da inspeção da ONU nos BlacksHawks do Esquadrão Harpia

 

Via.- FAB

About the author

Redação Aeroflap

Redação Aeroflap

Newsletter

[newsletter_signup_form id=1]

Facebook

Em busca de hotel?


Share This