A Rolls-Royce recebeu a certificação da EASA (Agência Europeia de Segurança da Aviação) para o motor Trent XWB-97, que equipa o A350-1000, uma aeronave da Airbus que ainda está em fase de certificação e que faz parte da família A350XWB.

Esse motor faz parte de uma variante baseada no XWB-84, com modificações para conseguir gerar até 97 mil lbs de empuxo. O motor que equipa o A350-900, uma variante de menor tamanho do A350-1000 é o XWB-84, que gera 84 mil lbs de empuxo.



A certificação do motor XWB-84, que ocorreu no dia 07 de fevereiro de 2013, ajudou na rápida entrada em serviço da variante de maior empuxo. A Rolls-Royce precisou fazer um novo núcleo do motor, capaz de suportar a maior rotação, um fan frontal de alto fluxo e mudanças no material para diminuir a inércia dos componentes internos.

Entre as alterações do novo motor está também o peso, que saltou de 7277 kg para 7550 kg, através da implementação de novos sistemas.

Essa versão é cerca de 7 metros maior do que o atual -900XWB, isso equivale a cerca de 41 assentos a mais para esse avião, são 366 assentos quando configurado em 3 classes ou 440 em configuração de alta densidade.

O cliente de lançamento do A350-1000 é a Qatar Airways, a Airbus espera entregar a primeira aeronave já no segundo semestre de 2017, após obter as certificações. No Brasil a LATAM tem encomendas para 14 aeronaves A350-1000, com entregas a partir de 2018.