Depois da NASA anunciar que pode atrasar a ida até Marte, por falta de orçamento para desenvolver tecnologias necessárias, a Elon Musk anunciou que a SpaceX não lançará cápsulas Dragon para Marte em 2020.

Pelo menos uma ideia está em sintonia entre as principais agências espaciais do mundo, o melhor a se fazer é ir primeiro para a Lua, antes de fazer uma caríssima missão para levar humanos até Marte. Apesar disso a SpaceX não desistiu de ir até Marte, ela fará isso no futuro com o ITS.

Enquanto na NASA e na China as missões para Marte têm problemas financeiros, na SpaceX esse cenário é bem diferente, a empresa de Elon Musk quer apenas refinar o projeto, o motivo dessa vez é que a cápsula Dragon 2, que utiliza um sistema de pouso por propulsão, é um equipamento muito pequeno para levar algo para Marte, a empresa prefere mandar um veículo maior, adequado para as missões futuras. A SpaceX também encontrou controversas no sistema de pouso, que parece não ser o mais adequado para o solo marciano.

Além de valer para Marte os propulsores SuperDraco não serão utilizados na Dragon 2 para voos tripulados para a Terra, de acordo com Musk isso seria muito custoso para certificar, já que a NASA exige pesados testes do sistema, que também inviabilizaria o início das operações nos próximos anos. “É uma decisão difícil de ser tomada”, disse Elon Musk.

O novo Interplanetary Transport System (ITS) será utilizado para esse lançamento futuro, com uma cápsula maior do que a Red Dragon, porém menor do que a projetada inicialmente para o sistema ITS. Anteriormente a SpaceX planejava fazer essa missão com o Falcon Heavy e a cápsula Red Dragon.

Local de lançamento do ITS. Projeção – SpaceX

“Houve um tempo em que pensei que a abordagem Dragon para pousar em Marte era a mais correta”, ressaltou Elon Musk durante um evento sobre a ISS. “Mas agora estou confiante que não é a forma mais correta. Existe uma abordagem bem melhor. É isso que a próxima geração de foguetes e naves da SpaceX vão fazer”.

“Evoluiu um pouco desde a última apresentação”, disse Musk sobre o sistema ITS. “A coisa chave que eu descobri foi que pagar por todo esse sistema para ir a Marte é super caro”, completou.

O plano “final” sobre a colonização em Marte será apresentado pela SpaceX em setembro deste ano, uma coisa já sabemos, a SpaceX que usar o “veículo final” até para fazer as missões de testes.

 

Veja um vídeo abaixo sobre o ITS, apresentado pela SpaceX em setembro do ano passado:

COMPARTILHAR