A Embraer anunciou suas previsões para o mercado de aviação na América Latina durante o ALTA Forum 2016.

De acordo com a fabricante o continente precisaria de 690 aeronaves de 70-130 assentos nos próximos anos, juntamente a Embraer destacou as companhias aéreas que receberam aeronaves da Embraer, e ainda as que operam. A Aerolíneas Argentinas recebeu 4 aeronaves E190 durante 2016, para completar a frota que hoje tem 26 aeronaves E190.

A Aeromexico por exemplo tem uma frota com 50 E-Jets e 15 ERJs, uma das poucas que ainda opera com o ERJ. A companhia que tem mais relevância no cenário da América Latina é a Azul Linhas Aéreas, que já teve 88 aeronaves E-Jet e agora tem 83 E-Jets na frota.

_DSC5012flape
Azul se destaca com os E-Jets.

Em questão de encomendas a Embraer está tranquila, a maioria dos seus clientes na América Latina continuam com uma carteira firme de pedidos, como a Azul e seu pedido para até 60 unidades da nova geração E-Jet E2. Outras companhias já demonstraram interesse em encomendar a nova geração dos E-Jets.

Por dia mais de 1000 voos comerciais são realizados na América Latina com aeronaves da Embraer, esse número é tão significante que se fosse resumir por minutos, teremos que a cada 2 minutos uma aeronave da Embraer Commercial decola na América Latina para algum destino. 

 

Veja mais em:

Embraer estima demanda do mercado regional para os próximos 20 anos

COMPARTILHAR