A Embraer entregou 18 jatos para o mercado de aviação comercial nos Estados Unidos, Europa e China ao longo do primeiro trimestre de 2017. No segmento de aviação executiva, 15 unidades foram entregues nesse período, sendo 11 jatos leves e 4 jatos grandes. Em 31 de março, a carteira de pedidos firmes a entregar (backlog) totalizava US$ 19,2 bilhões.

Veja os detalhes das entregas abaixo:

 

O principal destaque do trimestre foi o roll-out seguido do primeiro voo de mais uma aeronave da segunda geração dos E-Jets antes da previsão inicial: o jato E195-E2, maior integrante da família E-Jet até o momento. O voo, originalmente programado para o segundo semestre deste ano, ocorreu em 29 de março, apenas três semanas após a cerimônia de apresentação da aeronave.

Também foi anunciado no trimestre que a Widerøe, maior companhia aérea regional da Escandinávia, será a primeira companhia aérea do mundo a receber o novo avião E190-E2, o primeiro integrante do E-Jets E2. Como operadora de lançamento do modelo, a Widerøe receberá o primeiro avião no primeiro semestre de 2018.

Já a Azul Linhas Aéreas Brasileiras, operadora com a maior frota de jatos E195, foi anunciada como a primeira empresa aérea a operar o E195-E2. O contrato da Azul com a Embraer é para até 50 aviões, sendo 30 pedidos firmes e 20 direitos de compra.

COMPARTILHAR