A Embraer concluiu a fabricação da primeira peça do Ejet E175-E2, uma viga estrutural, feita em Portugal, na sua planta em Évora. Esse componente irá equipar o primeiro protótipo da aeronave, que será montado em São José dos Campos (SP).

“Esta peça, a primeira feita no mundo para este avião da empresa brasileira, marca o início da construção do primeiro protótipo E175-E2, cuja entrada em serviço está prevista para 2020”, disse Paulo Marchioto, presidente da Embraer Portugal.

A unidade da Embraer em Portugal será responsável pela fabricação de diversos componentes do E175-E2, entre eles o estabilizador horizontal e os flaps. A unidade de Évora também irá colaborar com a fabricação do revestimento das asas do E175-E2. O local também contará com a mesma capacidade de automação da unidade de São José dos Campos, que agiliza a montagem e evita erros de fabricação.

O primeiro E175-E2 está previsto para iniciar seus voos no segundo semestre de 2018, em um programa de testes que durará até 2020 e contará com 3 aeronaves iguais. Está aeronave será a última da nova geração E2 que ganhará o certificado de tipo, que autoriza sua operação comercial. O E175-E2 se difere do resto da família Ejet por ser a única aeronave com estabilizador horizontal e flaps em material composto, enquanto as outras utilizam metal.

COMPARTILHAR