Para surpresa de muitos o cargueiro multimissão KC-390 cruzará o Atlântico para uma participação dentre os dias 11 a 17 de Julho desse ano no Farnbourgh International Air Show que será realizado no Reino Unido.

Em anúncio feito pelo CEO da Embraer, Jackson Schneider, foi recebido como surpresa para muitos devido as dificuldades que o projeto sofreu ano passado, forçando a Embraer assumir os custos do projeto e continuar com o cronograma previsto, mesmo com a declaração que o KC-390 iria sofrer um atraso de um ano.

Tendo em vista como uma forma de marketing e divulgação, o KC-390 cruzará o atlântico até a terra da rainha Elizabeth, no Reino Unido, para realizar uma apresentação internacional e tentar alcançar potenciais compradores para a aeronave, sendo que ele já conta com 28 encomendas confirmadas do governo brasileiro e mais 32 cartas de compra de outros países como Chile, Portugal e Argentina.

Segundo a Embraer, o risco de voar com o KC-390 está se anulando a cada hora de voo em teste, onde os sistemas da aeronave é posto em prova com todo o tipo de situações. Porém deve observar que o KC-390 é uma aeronave experimental, e o risco de não ter todos os sistemas certificados ainda permanece. Até o momento, o primeiro protótipo do KC-390 voou mais de 150 horas de voo, como afirmado anteriormente aqui na Aeroflap.

Recentemente a Embraer afirmou que o cronograma do projeto estava de acordo com o estipulado e o Ministério da Defesa continuava o pagamento das cotas de projeto, apesar de ainda estar em atraso. A perspectiva é certificar a aeronave em menos de 2 anos, com primeira entrega já em 2018 para a FAB.

COMPARTILHAR