A Embraer chegou no Farnborough Airshow 2018 com aeronaves que representam bem o catálogo de todas as divisões da empresa.

O destaque é a presença do E190-E2 com uma pintura especial, que deixou o nariz da aeronave com um design de tubarão. A finalidade é apresentar novamente um “personagem” compatível com a filosofia Profit Hunter, demonstrando que a nova aeronave da empresa é capaz de melhorar sistematicamente os lucros de uma companhia aérea, graças à sua eficiência no consumo de combustível e confiabilidade.

Vale ressaltar esse último ponto de confiabilidade, em 2016 a Embraer levou o E190-E2 para o Farnborough Airshow com menos de 100 horas de voo e 45 dias do primeiro voo.

KC-390. Foto – Embraer/Reprodução

Na divisão de aviões militares a Embraer aposta novamente no KC-390, em um cenário internacional. O novo jato multi-função da empresa brasileira foi concebido em parceria com a Força Aérea Brasileira, e se mostra um candidato à substituir o confiável e veterano C-130 Super Hércules, fabricado pela Lockheed.

O KC-390 também foi exposto do Air Tattoo, um tradicional evento da Royal Air Force que este ano está comemorando os 100 anos da RAF.

Já na divisão de jatos executivos a Embraer apresenta o seu portfólio com o Phenom 300E e o Legacy 500, duas aeronaves lançadas recentemente pela Embraer e que já atingiram vários recordes de vendas, velocidade e desempenho.

Essas aeronaves citadas serão colocadas em uma exibição estática para os visitantes, as exibições aéreas acontecerão com o E190-E2, o KC-390 e o Legacy 500.

This post is available in: pt-brPortuguês