Em uma entrevista para a CNN, publicada na última segunda-feira, o Presidente da Emirates, Tim Clark, deu algumas declarações sobre o futuro da companhia e as aquisições nos próximos anos. Tim Clark também abordou sobre a possibilidade de uma aeronave de “médio tamanho” para a Emirates, o A350 e o 787, e também sobre a possibilidade de operar aeronaves de “tamanho pequeno”, o Airbus A320neo e o 737 MAX.

A companhia aérea tão conhecida por ter uma frota padronizada de aeronaves 777-300ER e A380 poderá não ter outro tipo de aeronave com dois corredores tão em breve, Tim Clark disse na entrevista que a primeira das opções da companhia era encomendar o A350 ou o Boeing 787 neste ano com entregas iniciando em breve.

Apesar disso Tim Clark irá apostar na segunda opção da companhia, simplesmente adiar a possibilidade de novas encomendas dessas aeronaves pelo menos até a Emirates estar confortável para realizar outro grande pedido, atualmente a companhia aérea tem 250 aeronaves na frota e 223 encomendas para receber.

Anteriormente a Emirates ficou insatisfeita com os dados de performance do 787-10, apesar do uso de uma nova asa e motores com maior potência. A Emirates também cancelou em 2014 uma encomenda para 70 aeronaves da linha Airbus A350XWB (900/1000), anteriormente a companhia encomendou aeronaves 777X da Boeing.

Essa opção citada por Clark também segue a lógica da companhia para as operações até 2018, a Emirates adiou a entrega de algumas aeronaves A380 da Airbus até o final de 2018, a companhia só receberá 12 unidades do A380 até o final de 2018 após essa decisão ser lançada. 

Além disso Tim Clark também revelou na entrevista que é possível a Emirates entrar no mercado de curta distância com aeronaves Airbus A320neo ou Boeing 737 MAX, assim como a Qatar Airways opera atualmente. Essa escolha entre as duas aeronaves ocorrerá nos próximos 18 meses, ao passo que a Emirates também pretende dar andamento na escolha entre o Airbus A350 e o Boeing 787.

A decisão de encomendar aeronaves de corredor único é uma opção bem arriscada da Emirates, há cerca de 20 anos a companhia não opera uma aeronave dessa categoria. Ao operar com o Boeing 737 MAX ou o Airbus A320neo a Emirates pode não conseguir entregar todo o conforto que os clientes conhecem nas aeronaves atuais, principalmente comparando com a primeira classe do Airbus A380.

A Qatar Airways realizou recentemente uma grande encomenda de aeronaves 737 MAX da Boeing, e suspendeu por tempo indeterminado a encomenda de aeronaves A320neo da Airbus após uma série de problemas de fabricação com suas aeronaves, a companhia anteriormente seria a cliente de lançamento do A320neo, mas não chegou a receber nenhuma unidade em sua frota.

 

Fonte – CNN

This post is available in: pt-brPortuguês