“Cansada” de tantos Airbus A380 em sua frota, a Emirates aproveitou para encomendar hoje (18/01) mais 36 aeronaves do tipo, em um pedido firme para 20 aviões e mais 16 opções de compra.

Toda a encomenda da Emirates está avaliada a US$ 16 bilhões, sem levar em consideração os descontos da Airbus. Os aviões dessa encomenda serão entregues a partir de 2020.

Dessa forma a Emirates agora tem 77 aviões do modelo A380 encomendados. Além de outras 12 encomendas para o 777-300ER, 35 para o 777-8X, 115 para o 777-9X e 40 para o 787-10 Dreamliner. Realmente uma grande carteira de pedidos para receber nos próximos anos.

Foto – Emirates/Divulgação

E vai sobrar A380 usado no mercado de aviação, a Emirates disse no ato da assinatura do contrato que planeja usar essas 36 aeronaves para substituir aviões que estão na frota atual, enquanto a antiga encomenda para 41 aviões vai complementar e expandir a frota.

“Alguns dos novos A380 que acabamos de encomendar serão usados ​​como substituições da frota. Este pedido proporcionará estabilidade à linha de produção do A380”, disse Sheikh Ahmed bin Saeed Al Maktoum, Presidente e CEO da Emirates Airline and Group.

Emirates não disse se esses 36 novos A380 serão da versão A380 Plus, a companhia já se interessou por essa versão anteriormente.

Quem comemorou foi a fabricante europeia, que há alguns dias falava sobre uma drástica redução na produção do A380, por causa da baixa demanda. Mas agora a Airbus garantiu a produção do A380 por pelo menos mais 10 anos, e espera novas encomendas dos chineses para incrementar ainda mais a lista de pedidos para o A380.

A Airbus disse que planeja produzir o A380 até 2030, ela precisa entregar mais de 115 aviões do modelo A380, fora as opções de compra.

This post is available in: pt-brPortuguês