A Emirates, maior companhia aérea internacional do mundo, teve mais um ano exemplar de crescimento e inovação, celebrando em 2017 marcos importantes em sua frota, rede e produtos, consolidando sua posição como líder do mercado e ditando de tendências da indústria de aviação.

Em 2017, a Emirates transportou mais de 59 milhões de passageiros. A companhia aérea também serviu mais de 63 milhões de refeições em seus voos partindo de Dubai, e carregou mais de 35 milhões de peças de bagagem em Dubai para sua rede de 156 destinos.



Em média, foram realizados mais de 3,6 mil voos de passageiros por semana, ou mais de 191 mil voos em 2017, viajando mais de 886 milhões de quilômetros, o equivalente a mais de 16 mil viagens a Marte.

Refletindo sobre o ano, Sir Tim Clark, presidente da Emirates Airline, afirmou: “Apesar dos altos e baixos de 2017, a Emirates teve um crescimento estável e encerramos o ano mais fortes e ainda mais resilientes. Ao longo do ano, desafiamos convenções e agimos rapidamente para minimizar desafios e maximizar oportunidades. Implementamos iniciativas para aumentar receitas, reduzir custos, e utilizamos tecnologias emergentes para tornar nosso negócio e nossas operações mais ágeis, sem comprometer a qualidade ou o serviço. Entramos em 2018 com otimismo, e uma vontade incansável de continuar a elevar o nível quanto à experiência do consumidor e à performance de negócios.”

 

Frota e investimentos
A Emirates ampliou sua frota com 21 novas aeronaves em 2017, sendo 9 entregas de A380s e 12 de Boeing 777-300ERs, encerrando o ano com 269 aeronaves e outras 243 já encomendadas. A companhia aérea aposentou 11 aeronaves ao longo do ano.

O ano passado também marcou o 9º aniversário das operações do A380 e a Emirates celebrou a entrega de sua 100ª aeronave deste modelo em novembro, solidificando sua posição como a maior operadora mundial da icônica aeronave de dois andares. O Emirates A380 já transportou mais de 90 milhões de passageiros desde sua introdução em 2008.

100º A380 da Emirates, entregue em novembro de 2017.

Fortalecendo a expansão de sua frota e crescimento futuro, a Emirates foi destaque na mídia durante o Dubai Airshow, quando encomendou 40 Boeing 787 Dreamliners. O pedido de US$ 15,1 bilhões possibilitará que a companhia aérea mantenha uma frota nova e eficiente, complementando sua frota composta por Boeing 777s e A380s, permitindo maior flexibilidade para servir uma série de novos destinos e, assim, possibilitar maior crescimento.

Boeing 787-10 da Emirates em perspectiva.

Para atender à demanda crescente por pilotos comerciais altamente qualificados, 2017 também viu a abertura do Emirates Flight Training Academy, um dos centros mais avançados de treinamento de aviação do mundo, oferecendo uma integração completa de treinamento de voo de nova geração.

Emirates Flight Training Academy

O investimento da Emirates em sua Academia reforça o comprometimento em apoiar e desenvolver pilotos para suas próprias operações assim como para a indústria de aviação no geral.

 

Conectividade
A Emirates expandiu sua rede para 156 destinos em 2017, com a adição de três novos destinos para passageiros: Newark, nos Estados Unidos (via Atenas); Zagreb, na Croácia; e Phnom Penh, no Camboja.

Além disso, a companhia aérea aumentou frequências e ampliou a capacidade em diversos pontos em sua rede, reafirmando o compromisso da Emirates em oferecer maior escolha e mais conexões para seus clientes.

O número de cidades servidas por seu A380 foi expandido em 2017 para 48, com o lançamento de cinco novos destinos do A380: Tóquio Narita (Japão); Casablanca (Marrocos); Nice (França); e Joanesburgo (África do Sul); além de São Paulo, que passou a receber o primeiro e único voo comercial regular do A380 na América do Sul em março do ano passado.

A Emirates também adicionou novos serviços de A380 a destinos em que já operava e também realizou serviços únicos (não regulares) do A380 para quatro destinos: Boston (EUA); Colombo (Sri Lanka); Varsóvia (Polônia); e Bahrain (idem).

Em julho, a Emirates deu início a uma importante parceria com a flydubai, que inclui um acordo amplo de codeshare e o alinhamento estratégico de seus itinerários, além de otimizar sinergias para oferecer aos viajantes acesso a mais de 200 destinos das redes combinadas das duas companhias aéreas. Em outubro, a Emirates e a Qantas anunciaram a expansão de sua parceria de sucesso até 2023, com alterações previstas na malha aérea que possibilitariam maior frequência anual e mais serviços para a Austrália e Nova Zelândia.

A Emirates SkyCargo também continua a desempenhar um papel integral na expansão das operações da companhia aérea, e em 2017 transportou 2,5 milhões de toneladas de carga. A Emirates SkyCargo criou novos padrões na indústria de carga aérea com suas soluções especiais para transporte de produtos de indústrias especializadas, como farmacêuticos.

Com a introdução da Emirates Pharma, a transportadora viu um crescimento de 38% no volume de carga farmacêutica. Em maio, a Emirates SkyCargo e a Cargolux Airlines estabeleceram uma parceria operacional estratégica, a primeira deste gênero na indústria de carga aérea, que levou ambas as transportadoras a trabalhar em conjunto em um número de aspectos operacionais, incluindo aprimorar a capacidade em mercados-chave e otimizar as redes e a capacidade de conectividade de hubs. Em outubro, a parceira foi expandida com um acordo de codeshare.

 

Iniciativas de ponta para clientes
A Emirates perseguiu suas metas para produtos e serviços em 2017 com um foco firme em proporcionar uma proposta fortemente centrada no cliente.

O ano se iniciou com o desafio imposto às operações da Emirates devido às mudanças de última hora nos requisitos para a entrada nos Estados Unidos, a proibição de eletrônicos nas cabines das aeronaves e atualizações nas medidas de segurança. A Emirates respondeu introduzindo um serviço gratuito de manuseio de tablets e notebooks em solo, e proporcionando um serviço de aluguel de tablets a bordo a seus passageiros premium.

Em março, a aérea lançou seu aprimorado Onboard Lounge do A380, com visual e ambiente mais leves, nova configuração de assentos e decoração inspirada em iates particulares, assim como novos toques de tecnologia de ponta, como iluminação e som surround.

Foto – Emirates

Em novembro, a Emirates anunciou mais um marco que mudará a cara da aviação mundial: as suítes privativas de Primeira Classe do Boeing 777-300ER, parte de um plano multimilionário de melhorias que inclui aprimoramentos em todas as classes. Inspiradas pelo S-Class da Mercedes Benz, as suítes oferecem mais de 3,7 metros quadrados de espaço privativo, assim como elementos de controle pessoal de iluminação e temperatura.

Entre as novidades pioneiras da indústria estão a posição “gravidade zero” dos assentos, inspirada pela NASA, e janelas virtuais para os assentos do corredor do meio, que projetam uma vista externa a partir de uma tecnologia de câmeras em tempo real. Os passageiros de Primeira Classe também têm o benefício de se comunicar facilmente com os tripulantes por meio de uma função pessoal de chamada de vídeo.

Mais de 10 milhões de passageiros se conectaram ao Wi-Fi a bordo nos voos da Emirates em 2017, reforçando a importância da conectividade durante o voo. O sistema de entretenimento líder da indústria da Emirates, ice, encerrou o ano com mais de 3 mil canais de entretenimento, e continuou a receber reconhecimentos, incluindo o 13º consecutivo prêmio de Melhor Entretenimento de Bordo do Mundo pelo Skytrax World Airline Awards 2017.

Na Econômica, a Emirates introduziu cobertores sustentáveis 100% feitos a partir de garrafas de plástico recicladas, representando o maior programa de cobertores sustentáveis a bordo da indústria de aviação. Os cobertores macios e quentes são criados com a tecnologia patenteada ecoTHREAD™, e cada um deles é feito a partir de 28 garrafas de plástico recicladas.

Pensando especialmente nos sabores sazonais e regionais, a Emirates revelou uma variedade de menus e pratos especiais para ocasiões como Ramadã, Páscoa, Ano Novo Chinês, Oktoberfest, Diwali e Natal.

Foto – Emirates

No solo, a Emirates expandiu sua rede de lounges com a inauguração de novas instalações no Aeroporto Internacional de Logan, Boston, levando o número total de lounges exclusivos da Emirates a 41. A companhia aérea também renovou seus lounges já existentes em Cingapura e Bangkok. Além disso, a Emirates liberou o acesso pago por visita a seus lounges no Aeroporto Internacional de Dubai para membros Skywards e seus convidados, independentemente de sua classe de viagem.

Como resultado, mais de 4 milhões de passageiros puderam experimentar os sete lounges da Emirates em Dubai no último ano. A Emirates também fez uma parceria com o BMW Group para oferecer automóveis de luxo para seu serviço gratuito de motoristas para os passageiros de Classe Executiva nos Emirados Árabes Unidos (EAU).

Aprimorando ainda mais a experiência em solo do cliente, a Emirates e seus parceiros anunciaram a iniciativa ‘Together’, uma colaboração para uma eficiente experiência em aeroportos com a implementação de tecnologia de biometria e novos portões automáticos de Controle de Fronteiras, possibilitando um fluxo mais prático e rápido no Aeroporto Internacional de Dubai.

O Emirates Skywards, celebrado programa de fidelidade da companhia aérea, alcançou a marca de 19 milhões de membros em meados de 2017, com mais de 40 bilhões de milhas computadas para upgrades, voos com pontos resgatados e eventos culturais e esportivos, assim como benefícios e privilégios em toda a rede de parceiros do programa. Mais de 400 mil upgrades foram realizados pelos membros do Emirates Skywards em 2017, o que também foi possibilitado pelo acesso mais fácil pelos canais digitais da companhia. O ano também viu a introdução de uma série de parceiros de turismo, lifestyle e aviação, com uma experiência online e mobile simples de acúmulo e resgate de pontos, incluindo o uso pioneiro da tecnologia de blockchain em programas de fidelização.

Tornando mais fácil o acesso às informações de voo e reserva, a Emirates lançou um aplicativo mobile e uma experiência web completamente redesenhados, além de um simplificado processo de reserva, check-in, opções de Live Chat e de resgate imediato de pontos para membros Skywards.

Os esforços contínuos da Emirates para entregar a melhor experiência possível ao cliente foram premiados com o reconhecimento como Melhor Companhia Aérea do Mundo na primeira edição dos TripAdvisor Travelers’ Choice® Awards para companhias aéreas.

 

Continuidade do sucesso de marca
A Emirates continuou a investir em sua marca. Em agosto, expandiu o patrocínio com a prestigiosa FA Cup até 2021. No mesmo mês, a aérea renovou seu acordo com o European Tour para mais quatro anos. O novo acordo inclui a adição da Emirates como Parceira Oficial da Ryder Cup 2018, evento que reúne 24 dos maiores golfistas da Europa e dos EUA.

Em outubro, a Emirates lançou uma campanha de US$ 15 milhões para inspirar e promover sua extensa rede global de destinos, incluindo seu lar, Dubai. A campanha utilizou a música Don’t stop me now, do Queen, e os anúncios apresentou incríveis técnicas de cinema, migrando entre seus destinos-chave e as experiências de bordo da Emirates para contar a história de “uma imagem dentro de uma imagem”.

Em novembro, a companhia convidou o britânico e celebridade televisiva Jeremy Clarkson para sua campanha publicitária global, utilizando o humor de Clarkson e suas credenciais do mundo do automobilismo para lançar suas novas suítes de Primeira Classe inspiradas pela Mercedes Benz.

Durante o Dubai Airshow, a Emirates ofereceu aos visitantes um show aéreo especial em que seus Boeing 777-300ER e A380 foram manobrados pela esquadrilha de demonstrações aéreas dos EAU, Al Fursan. Tanto o Emirates 777-300ER quanto o A380 utilizados para as demonstrações foram configurados com o design especial em homenagem à Sua Alteza Sheikh Zayed, um dos fundadores dos EAU.

 

Brasil

A380 da Emirates logo após a chegada do primeiro voo regular para o Brasil.

A Emirates também teve marcos importantes no Brasil. Além da introdução do serviço diário do A380 para Guarulhos, 2017 viu a celebração dos 10 anos da companhia no País. A Emirates foi a primeira companhia aérea a conectar o Brasil e a região do Golfo, com voos diretos entre São Paulo e Dubai iniciados em outubro de 2007.

O número de passageiros transportados anualmente desde o primeiro ano de operações – mais de 26 mil em 2007 – cresceu para mais de 288 mil passageiros em 2016, totalizando mais de 10 milhões de passageiros nestes 10 anos. Para celebrar este marco, a Emirates criou um vídeo que mostra como a companhia cresceu no Brasil na última década: 10 anos de Emirates no Brasil.

A Emirates atualmente atende a duas portas de entrada do Brasil com serviços para Dubai de São Paulo, operado pela A380, e do Rio de Janeiro, operado pelo Boeing 777-300ER. Os passageiros também podem voar para Buenos Aires a bordo do Boeing 777-300ER a partir do Rio de Janeiro.