blackblox-ms804(2)As duas caixas pretas do voo Egyptair recuperadas por um navio francês no fundo do mar Mediterrâneo estão gravemente danificadas e deverão ser reparadas antes que elas possam serem usadas.

Os investigadores receberam ontem (17 de Junho) as duas caixas pretas do voo. Já foi encontrada e também recuperada a segunda caixa preta do avião que precipitou o 19 de Maio, no Mar Mediterrâneo, com 66 pessoas a bordo: foi anunciado pela equipe de investigação egípcia encarregada do caso. Quinta-feira tinha sido recuperada a caixa-preta que contém a gravação de voz do cockpit.

A primeira das duas caixas pretas, que contém a gravação das vozes na cabine, foi encontrado ontem pelo navio “John Lethbridge”. O navio, equipado para a recuperação a grandes profundidades, identificou várias zonas onde foram encontrados os destroços do avião.

Dezesseis dias atrás uma declaração da Comissão de Inquérito sobre o acidente tinha informado que “na área de pesquisa dos destroços do avião o navio francês Laplace (outro navio publicado no site) interceptou os sinais do fundo do mar, que podem ter sido emitidos por uma das duas caixas pretas do Airbus.

As duas caixas pretas devem parar de emitir sinais no próximo 24 de Junho. O anúncio foi feito há poucos dias da mesma comissão que investigação o acidente de avião. A recuperação das duas caixas pretas é crucial para determinar as circunstâncias de que, até agora, ainda é considerado como um “acidente”, embora o Egito tem repetidamente avançado a hipótese de um ataque terrorista. Mas o estado em que se encontram as caixas pretas complica a busca da verdade.

COMPARTILHAR