Esse título realmente está certo, o Exército dos Estados Unidos da América (US Army) vai explodir uma bomba dentro de um avião.

A aeronave em questão é um Boeing 777-200ER (HZ-AKF), que operou anteriormente pela Saudi Arabian Airlines transportando passageiros. Atualmente esse avião está estocado no Oriente Médio, e será transladado para os Estados Unidos, onde ocorrerá essa missão do US Army.

O contrato tem um valor total de US$ 1,5 milhões e inclui o translado para o Aeroporto de Phillips, em Aberdeen (Maryland). Os testes serão realizados em Aberdeen, no local já conhecido por ser um local do Exército dedicado a esse assunto. O mesmo contrato também oferece quatro fuselagens de Boeing 747 para testes destrutivos em solo.

A finalidade desses testes é entender como a estrutura de uma aeronave reage a uma bomba que seja explodida a bordo. Apesar dos atuais detectores de metais e raio-x evitarem um ataque terrorista do tipo, mesmo assim os militares querem entender os riscos.

Os testes serão realizados e analizados por uma equipe do US Army já especializada neste caso. A Clear Sky Aviation vai entregar o 777-200ER totalmente equipado, inclusive com motores, as peças não serão reaproveitadas depois do teste e tudo virará sucata.

O Exército dos EUA ainda não declarou como esses testes serão realizados, se eles tentarão explodir bombas de lítio-ion ou bombas pequenas em malas de mão. A pior possibilidade, e de maior destruição, seria usar uma mala comum para explodir uma bomba no porão da aeronave, que fica localizado abaixo dos assentos e perto do tanque de combustível central do Boeing 777.

Sabemos que os militares exigiram o funcionamento do sistema de pressurização da aeronave, mas não disseram inteiramente se vão fazer testes em voo. A pressurização exerce uma força na fuselagem da aeronave, que é bem distribuída para evitar pontos de excesso, a força da explosão de uma bomba nessas condições pode causar danos ainda maiores em uma estrutura que já estava sofrendo forças de tração e compressão no material.

Abaixo podemos ver um vídeo onde um DC-10 é pacificamente explodido em solo:

 

Via – The Drive

This post is available in: pt-brPortuguês