A Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) está em processo inicial na criação de novos sensores e software para os caças Lockheed Martin F-22 Raptor, os novos sistemas irão possibilitar o Raptor seja maior eficaz contra alvos hostis.

O F-22 terá também uma modernização nos armamentos, com isso é necessária à modernização do software e hardware do F-22, disseram os desenvolvedores de serviços e indústrias.



Um software está sendo desenvolvido por engenheiros da Lockheed Martin em contrato com a USAF, o software em questão é chamado de “Update 6”. “A conclusão dos trabalhos no novo software está previsto pra 2020”, afirma o vice- diretor do F-22 na Lockheed Martin, John Cottam.

Por ser uma aeronave de 5º geração, sua concepção é enxergada no futuro, para isso uma das partes das atualizações do hardware do F-22 estão sendo projetadas em prol de preservar a configuração do Raptor para o futuro.

Um dos armamentos atuais do F-22, são os mísseis AIM-9X Bloco 1, com as devidas atualizações será possível à implantação do AIM-9X Block 2.

Foto – USAF/Reprodução

Ainda em prosseguimento na atualização dos armamentos do Raptor, é esperado a utilização do míssil ar-ar de médio alcance AIM-120D, que é capaz de ser utilizado sem se preocupar com o tempo, de dia e de noite, o AIM-120D é um armamento feito pela empresa Raytheon, bem como os AIM-9X Bloco 1 e 2.

Um fato interessante que está ligado na modernização do caça norte americano é a implantação de um data-link, que permitirá haver comunicações do F-22 com os caças do mundo atual que pertencem à 4º e 5º geração, ou os mais recentes do mundo da aviação militar.